O Canadá vai investir 1,5 mil milhões de dólares (mil milhões de euros) para proteger o litoral e os ecossistemas marinhos, designadamente da poluição dos hidrocarbonetos, anunciou, esta terça-feira, o primeiro-ministro, Justin Trudeau.

“O Canadá tem a maior extensão costeira do mundo e não é segredo que não fazemos o suficiente para a proteger”, declarou Trudeau, durante uma conferência de imprensa em Vancouver, retransmitida pela televisão.

Com o desenvolvimento económico e a importância do tráfico marítimo, os riscos de poluição são importantes e o Governo quer se dotar de uma capacidade de resposta rápida, em caso de incidente, ou ser capaz de proteger os ecossistemas existentes, quando se prevê que o tráfego de petroleiros aumente.

Com o investimento, o Canadá quer dotar-se de “um sistema de segurança marítima de segurança mundial (…) com novas medidas de prevenção e intervenção”.

Para a oposição, este plano de proteção do litoral do Pacífico, Atlântico e Ártico não vai tão longe quanto desejaria. “É preciso interditar imediatamente e de forma permanente” os petroleiros ao longo da costa da Columbia Britânica, no oeste do país, reclamou Fin Donnelly, deputado responsável da área da pesca e dos oceanos do Novo Partido Democrata, de esquerda.