Gostava de ser proprietário de um automóvel, mas apenas em parte, partilhando com outros o respectivo usufruto e, assim, reduzindo as despesas que lhe estão associadas? A partir da próxima Primavera já será possível. E foi Lisboa que teve honras de apresentação desta solução inovadora.

O próprio CEO da Nissan, Carlos Ghosn, revelou no Web Summit o novo serviço de partilha de veículos da marca nipónica. O Intelligent Get&Go Micra promete transformar por completo o modelo do chamado car sharing, ao mesmo tempo que oferece uma experiência totalmente digital, acesso via smartphone e geolocalização.

A ideia é que o utilizador possa deter apenas parte de um Micra da nova geração, modelo que em breve chegará ao mercado, partilhando com outros a respectiva propriedade. Como? Com a compatibilidade entre perfis a ser definida com base nas redes sociais, através da criação de grupos personalizados de consumidores compatíveis.

Numa fase inicial, o primeiro Intelligent Get&Go Micra será lançado na área de Paris já no final deste ano, mas os primeiros exemplares da mais recente geração do utilitário da Nissan estarão na estrada, noutros pontos da Europa, até Abril de 2017. Este serviço, anunciado como pioneiro, tem por base um algoritmo exclusivo, que utiliza tecnologias de localização geográfica e de definição de perfis sociais para agrupar proprietários compatíveis com necessidades de condução suplementares.

O objectivo é criar uma comunidade de propriedade partilhada com um suporte totalmente digital. E como a facturação mensal é personalizada, e emitida de acordo com a utilização que cada um dá ao automóvel, todos os membros de cada comunidade beneficiarão de uma total transparência no processo de partilha.

O Intelligent Get&Go Micra tem por base o novo Micra Acenta com motor de 0,9 litros e dotado do inédito sistema de som Bose Personal Audio, estando incluído no serviço o seguro da viatura, a respectiva manutenção, o acesso à ferramenta de compatibilidade online e uma aplicação para smartphone, além de outras tecnologias no interior do veículo. A quilometragem anual para cada comunidade será de 15 mil quilómetros, estando os preços a praticar ainda por definir.