Centro Cultural De Belém

Monteverdi, Wagner e Carlos do Carmo na programação do CCB

O Centro Cultural de Belém (CCB) promete uma programação recheada para 2017, com fado, ópera, um festival dedicado a Monteverdi e homenagens aos poetas Camilo Pessanha e Mário Cesariny.

A programação para 2017 do Centro Cultural de Belém foi apresentada esta quinta-feira

ALBERTO FRIAS/LUSA

Autores
  • Agência Lusa

Um festival dedicado a Monteverdi, um concerto de Carlos do Carmo e uma homenagem a Camilo Pessanha. Estas são algumas das 350 propostas que compõem a programação do Centro Cultural de Belém (CCB) para 2017, apresentada esta quinta-feira de manhã numa conferência de imprensa.

Entre os grandes destaques para o próximo ano, inclui-se a ópera Tristão e Isolda, do compositor alemão Richard Wagner. Esta será apresentada em março pela Orquestra Sinfónica Portuguesa, que será dirigida pela maestrina Joana Carneiro. A soprano Elisabete Matos, o tenor Erin Caves e o barítono Luís Rodrigues ocuparam os lugares de destaque, acompanhados pelo Coro do Teatro do Nacional de São Carlos.

Ainda na área da música, passarão pelo CCB os fadistas Carlos do Carmo, Joana Amendoeira e Ricardo Ribeiro. Para o próximo ano, estão também programados concertos da Orquestra Metropolitana de Lisboa, da Orquestra Sinfónica Portuguesa, da Orquestra de Câmara Portuguesa e da Mahler Chamber Orchestra. No jazz, destacam-se os nomes de Miguel Amado e de Rodrigo Amado.

O Teatro Praga irá trazer ao CCB o espetáculo Despertar da Primavera, “uma tragédia de juventude” de Frank Wedekind (com tradução de José Maria Vieira Mendes). Os Dias da Música também têm regresso marcado a Belém, sob o tema da relação entre a música e a palavra.

Dança, cinema para toda a família e muitas conferências

O cinema vai ter também espaço no CCB, com a introdução de um ciclo intitulado “Cinema de grande formato”. Este, uma parceria com a Midas Filmes, incluirá longas-metragens de referência para famílias, o primeiro deles Lawrence da Arábia (1962), de David Lean.

Na dança, o destaque vai para a coreógrafa belga Anne Teresa de Keersmaeker, que irá apresentar pela primeira vez em Portugal a peça Rain e para a Companhia de Dança Contemporânea de Évora. Sasha Waltz irá apresentar uma nova criação. No teatro, irá marcar presença o cineasta e performer Gabriel Abrantes, que passará pelo CCB no âmbito do BoCA — Bienal de Artes Contemporâneas.

No próximo ano, CCB irá ainda receber o “Fórum Cidade Aberta” — com conferências de oradores portugueses e estrangeiros — um ciclo de História da Europa, uma homenagem a Camilo Pessanha, que pretende assinalar os 150 anos do nascimento do escritor, a Aquilino Ribeiro, Agostinho da Silva e Herberto Helder. O Dia Mundial da Poesia servirá para assinalar o décimo aniversário da morte de Mário Cesariny.

A Garagem Sul vai receber exposições de Victor Palla e Bento d’Almeida, Fernando Guerra e a Neighbourhood — Where Álvaro Meets Aldo, da representação portuguesa na 15.ª Bienal de Arquitetura de Veneza, a partir de novembro de 2017.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)