Mais e melhor banda desenhada, mais videojogos, mais lojas para os amantes da cultura pop e mais um dia extra para aproveitar isto tudo e muito mais. A Comic Con começa no feriado de quinta-feira, em Matosinhos, e, entre os destaques, contam-se a presença de Cobie Smulders, a estreia mundial de um jogo da Lego e um painel “Remember Harry Potter”, com a participação de Lucius Malfoy. Perdão, de Jason Isaacs.

A dois dias do início da maior convenção de cultura pop em Portugal, o diretor Paulo Rocha Cardoso admite, em tom de brincadeira, que já não precisa de tomar ansiolíticos para dominar os nervos. À terceira edição, a máquina já está mais oleada. Tanto que a organização pôde cumprir o plano de alargar a Comic Con de três para quatro dias, como acontece nas versões internacionais.

Apesar do medo que existe em relação a possíveis cancelamentos de artistas, contratados com vários meses de antecedência, o diretor também confessa já saber dar melhor a volta à situação — no ano passado foi Jason Momoa e alguns artistas da série “Teen Wolf” a cancelar, este ano foi David Bradley, mais conhecido pelos papéis de Argus Filch (“Harry Potter”) e Walder Frey (“A Guerra dos Tronos”). Para o seu lugar virá Lennie James, conhecido pelo papel de Morgan Jones em “The Walking Dead”.

Lennie-James walking dead

Lennie James é a mais recente presença cinfirmada na Comic Con. © Divulgação

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Os grandes nomes do cinema e da televisão são sempre grandes chamarizes para o público em geral. Katie Leung, que fez de Cho Chang nos filmes de “Harry Potter”, é uma das recentes confirmações. Juntamente com Jason Isaacs, vão integrar o painel “Remember Harry Potter”, uma das sagas de maior sucesso na história da literatura e do cinema recente. Kevin Sussman, Cobie Smulders, Ivana Baquero e Rila Fukushima prometem atrair também muitos fãs à Exponor.

Uma das grandes novidades da Comic Con 2016 é o espaço Spotlight. Apesar de o evento ter cerca de 100 painéis, a organização é obrigada a deixar de fora “muitos trabalhos fantásticos que há em Portugal”, reconhece o diretor. Para que alguns deles possam ter visibilidade, criou-se um espaço reservado para exposições de obras e trabalhos relacionadas com a temática da Comic Con Portugal. Qualquer pessoa se pode inscrever num dos horários livres e dar a conhecer a sua criação a uma breve audiência.

No concurso, os participantes poderão representar com músicas, coreografias e ações dramáticas ou humorísticas. As participações podem ser em grupo ou individuais. No final, serão atribuídos prémios às diferentes categorias. A participação é gratuita mas sujeita a uma pequena seleção, para garantir que os trabalhos e apresentações se enquadram no tema da convenção.

Outra das novidades é a aposta na música, para a qual foi chamado a contribuir Zé Ricardo, o diretor artístico do Rock in Rio. Na iniciativa “A influência da Música na Cultura Pop” estará presente um painel, com a participação da Orquestra das Beiras, que irá discutir a importância que a música tem para as diversas áreas da cultura pop. E, quem sabe, tocar algumas canções que ficaram imortalizadas em alguns filmes.

jason isaacs katie leung

Katir Leung e Jason Isaacs vão participar no painem “Remember Harry Potter”, um dos mais concorridos, certamente. © D.R.

A banda desenhada terá vários painéis, com argumentistas (Brian Michael Bendis e Chris Claremont, entre outros), ilustradores e coloristas, nacionais e internacionais. Um deles é Achdé, o responsável por retomar a saga “Lucky Luke” após o desaparecimento do seu criador, Morris. Vai estar presente nos quatro dias do evento. Pela primeira vez, a organização vai lançar um livro de BD, Hoje Aconteceu-me Uma Coisa Brutal . O livro “foi um sucesso em Espanha” e será apresentado em Portugal pelos três autores.

“Em exclusivo teremos a série ‘Incorporated’, produzida por Mat Damon e Ben Affleck“, destaca ainda Paulo Rocha Cardoso. Com estreia marcada em Portual para dia 16 de dezembro, no canal TV Séries, vai estar presente o protagonista Sean Teale.

Junichi Masuda e Shigeru Ohmori, os criadores dos jogos Pokémon, também vão estar presentes para darem a conhecer o universo Pokémon e os dois novos jogos para a Nintendo, o Pokémon Sun e o Pokémon Moon, assim como as novidades presentes nestas novas versões.

E se no ano passado foi o carro DeLorean de “Regresso ao Futuro” quem brilhou na Comic Con, na presente edição vai estar estacionada a carrinha de Scooby-Doo.

Uma das melhorias que Paulo Rocha Cardoso destaca é nas filas de espera, sempre muito longas. Se tudo correr bem, este ano os mortos-vivos, feiticeiros, super heróis e todo o restante público, quer mascarado, quer não (no ano passado foram quase 54 mil pessoas) entrará mais depressa e mais abrigado. A praça da alimentação foi alargada e também haverá mais lojas. Ou seja, mais oportunidades para comprar porta-chaves, pins, toalhas, chapéus e almofadas, camisolas e t-shirts, tintas e pistolas especiais, jogos, Legos e figuras de colecionador.

Por falar em Legos, a marca escolheu a Comic Con Portugal para fazer a estreia mundial do jogo Lego Worlds, com lançamento previsto apenas para fevereiro de 2017. “É importantíssimo ter conseguido que a Lego escolha fazer a premiere em Portugal”, destaca Paulo Rocha Cardoso. Outros podem seguir-se.

Ao mesmo tempo que ganha um dia extra, a Comic Con reduziu o horário de encerramento para as 21h de quinta-feira a sábado e às 20h no domingo. A abertura é sempre às 10h. O passe de adulto para os quatro dias custa 66,50€, se adquirido até dia 7 de dezembro. No dia 8, em que arranca o evento, passa a custar 73,50€. Há ainda bilhetes diários, de criança e packs para famílias. May the force be with you.

“Para nós tem sido sucessivamente uma aposta ganha”, afirma Fernando Rocha, vereador da Câmara de Matosinhos. Quer isto dizer que, se depender da autarquia, a Comic Con ficará sempre na cidade. “Desejo que para o ano possamos cá estar e que a Comic Con se mantenha na Exponor.”