A “besta verde”, como já é conhecido o Mercedes-AMG GT-R, sentiu-se particularmente em casa no chamado Inferno Verde – epíteto originalmente atribuído por Jackie Stewart ao circuito antigo de Nürburgring, ou Nordschleife, com os seus 22,8 km de extensão e 172 curvas. O superdesportivo da marca da estrela registou um tempo de 7’10”92 no exigente traçado germânico, o que passa a constituir um novo recorde para um automóvel de produção em série com tracção apenas traseira.

Pilotado por Christian Gebhardt, da revista alemã Sport Auto, e equipado com os mesmos pneus Michelin Pilot Sport Cup 2 que monta de série, o AMG GT-R bateu por 65 centésimos de segundo o anterior melhor registo nesta categoria, até aqui pertença do exótico Gumpert Apollo, que fez a sua melhor volta à pista em 7’11”57. Para melhor se ter noção do feito alcançado, será interessante referir que o Ferrari 488 GTB foi 10,71 segundos mais lento no seu melhor registo neste mesmo traçado.

Versão mais extrema da sua gama, o AMG GT R destaca-se, sobretudo, pelo seu motor 4.0-V8 biturbo com 585 cv, por uma afinação de chassi pensada especialmente para incrementar a eficácia em pista, e por uma aerodinâmica aperfeiçoada, capaz de gerar uma downforce de 155 kg a 320 km/h.

Tido como rival do Porsche 911 GT3 RS, o Mercedes-AMG GT R só deverá começar a ser entregue aos seus afortunados proprietários no próximo mês de Abril, não sendo ainda conhecido o seu preço para Portugal – custando entre nós a versão GT S, de 510 cv, uns elucidativos 181.400€.

[jwplatform cJY9Q1Ge]