O Benfica desmente que o documento colocado esta manhã pelo FC Porto na newsletter Dragões Diário seja verdadeiro. Segundo explicaram ao Observador, as quatro páginas divulgadas esta sexta-feira não terão sido distribuídas pelos comentadores do clube, não se identificando porém quem terá sido o autor da missiva.

Futebol. Depois da cartilha, há uma cartilha da cartilha

De recordar que o Benfica já tinha ontem comentado oficialmente a publicação dos primeiros documentos, com mais de 20 páginas, quando a polémica eclodiu na passada terça-feira. “As únicas cartilhas bem conhecidas são as cartilhas da fruta, do Apito Dourado, do Caneças e agora da Operação Fénix, em que os arguidos e dirigentes de acusam entre si de serem responsáveis por darem ordens a alegados casos de seguranças ilegais”, comentou Luís Bernardo, diretor de comunicação do clube, citado pelo Record.

Carlos Janela, que de acordo com os dragões seria o feitor do documento, falou sobre o caso esta quinta-feira à noite. “Nunca revelo relações profissionais com os clubes com que trabalho, não quebro regras deontológicas. Ninguém me dá lições de seriedade, independência ou isenção. Tive conhecimento do documento via internet e só pode ter vários autores”, disse no programa Liga d’Ouro, da CMTV.

Carlos Janela não nega ser autor do “guião para comentadores”. “Só pode haver vários autores”

Em paralelo, o atual gestor de ativos, que passou pelo futebol de Famalicão, Belenenses e Sporting, assegurou que nunca enviou documentos ou orientações a Rui Gomes da Silva. Durante a tarde, o antigo vice-presidente do Benfica tinha assumido a existência de vários documentos e não negou que tenha recebido os mesmos de Carlos Janela. “Existem muitos documentos, todas as semanas recebo 20 ou 30 e nem tenho tempo para ler todos. Não digo que envie todas as semanas, mas envia muitas vezes vários documentos. Isto são tentativas de desestabilizar. Vem-se acusar o Benfica de ter uma estrutura profissional, numa era da comunicação em que a comunicação é tudo? Estranha-se que o Benfica tenha esse profissionalismo, capacidade e vontade?”, referiu à SIC Notícias.