Oito soldados chadianos morreram no fim de semana em combates contra os ‘jihadistas’ do grupo Boko Haram em cinco ilhas nigerianas do lago Chade, disse esta segunda-feira o porta-voz do estado-maior chadiano à agência France Presse.

O coronel Azem indicou que as forças de defesa chadianas registaram ainda 18 feridos, adiantando que mais de 160 ‘jihadistas’ nigerianos foram mortos na operação. Os soldados integravam uma força regional criada pelos países nas margens do lago Chade para lutar contra o Boko Haram, disse ainda.

“Durante as operações foram mortos 162 elementos do Boko Haram e destruídos seis veículos”, tendo sido apreendidas “armas de diferentes calibres”, segundo o porta-voz.

Situado entre a Nigéria, os Camarões, o Chade e o Níger, o lago Chade é palco há vários anos de ataques do grupo extremista Boko Haram, que em 2009 iniciou uma revolta no nordeste da Nigéria, que já matou mais de 20.000 pessoas e causou 2,6 milhões de deslocados.