A notícia foi partilhada na conta de Twitter oficial do gabinete de Constança Urbano Rodrigues esta sexta-feira, às 22h33.

“PS sobe e Costa desce nas intenções de voto depois de Pedrógão Grande e Tancos”, lia-se no título da notícia em anexo (publicada pelo Observador e feita a propósito do mais recente barómetro da Eurosondagem para o Expresso e para a SIC), e repetia-se no texto do tweet.

Não terá estado online mais do que “10 ou 15 minutos”, tendo sido apagado assim que no ministério se percebeu o “lapso”. “Foi um retweet involuntário“, explica ao Observador Patrícia Cerdeira, assessora de imprensa do MAI, que assume a responsabilidade da publicação.

Foi tempo mais do que suficiente para o tweet ter sido copiado, partilhado e criticado nas redes sociais.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Miguel Morgado, deputado do PSD e ex-assessor de Pedro Passos Coelho, foi um dos que partilharam a entrada, condenando o uso da conta oficial do gabinete de Constança Urbano Rodrigues para “efeitos de propaganda partidária pura e dura” e acusando a ministra de manipular a opinião pública no caso do incêndio de Pedrógão Grande.

“Depois dos falsos abraços, poses chorosas para as câmaras, encenações várias, fica a certeza de que esta malta só quer saber de sondagens e de manipulação da opinião pública”, escreveu o social-democrata.

Isto é da conta oficial de Twitter do Ministério da Administração Interna. Paga pelos contribuintes e estendendo a…

Posted by Miguel Morgado on Saturday, July 8, 2017

Corrigida a informação sobre a existência de duas contas do MAI no Twitter.