Financiamento

Daimler financia metade dos veículos que vende

Com uma subida de 8% nas vendas na primeira metade de 2017, a Daimler conseguiu ainda melhor prestação no financiamento. Confirmam-no o crescimento de 19% nos negócios e os mil milhões nos lucros.

Os serviços de mobilidade também estão em maré de crescimento, com a Daimler a contabilizar actualmente 14,5 milhões de clientes em todo o mundo, ou seja, um aumento de 116% face a 2016

Daimler AG

Autor
  • Francisco António

Actualmente na 8.ª posição da lista dos maiores fabricantes automóveis mundiais, com um total de 822.500 unidades transaccionadas só na primeira metade de 2017, a verdade é que as coisas parecem correr ainda melhor à Daimler, proprietária das marcas Mercedes-Benz e Smart, no domínio do dinheiro “puro e duro” – mais concretamente, no financiamento à compra de automóveis novos. Sector em que o grupo alemão registou, de Janeiro a Junho, um novo recorde, ao terminar os primeiros seis meses do ano com um crescimento de 19% no número de negócios realizados.

Entidade responsável pela actividade financeira e serviços de mobilidade do grupo, como o Mercedes-Benz Financial Services, a car2go, mytaxi e moovel, a Daimler Financial Services terminou assim a primeira metade de 2017 com resultados de 34,7 mil milhões de euros, uma subida de 19% face ao período homólogo de 2016, ao mesmo tempo que os lucros antes de descontados os juros e taxas foi de 1,046 mil milhões, ou seja, mais 15%.

Financiámos um em cada dois veículos vendidos a nível mundial pelo Grupo Daimler”, revela o CEO da Daimler Financial Services AG, Klaus Entenmann. “Com cerca de um milhão de novos contratos nestes primeiros seis meses, estamos claramente a caminho de alcançar mais um ano recorde. O que se deve, principalmente, à óptima performance nas vendas das divisões automóveis e, em particular, da Mercedes-Benz Cars.”

Klaus Entenmann, CEO da Daimler Financial Services

Destaque ainda para o facto de o portfólio em termos de veículos financiados directamente ou em leasing ter subido 17%, para as 4,6 milhões de unidades, contra os 3,9 milhões na segunda metade de 2016, número que corresponde a um volume de negócios a rondar os 134 mil milhões de euros. Sendo que o grupo alemão espera um aumento significativo no número de novos negócios a realizar até ao final de 2017, assim como um crescimento no volume de contratos.

Ao mesmo tempo, a companhia conseguiu mais do que duplicar o número de clientes em todo o mundo que decidiram aderir aos serviços digitais de mobilidade, com o car2go (líder mundial em partilha de veículo sem local de toma ou entrega definidos), mytaxi (líder de mercado no seu segmento, na Europa), ou o moovel (aplicação online de reserva e pagamento de serviços de mobilidade). Os quais são agora utilizados por 14,5 milhões de clientes em todo o mundo, ou seja, um aumento de 116% face a 2016.

A contribuir para esta subida, a aquisição, por parte do Grupo Daimler, da empresa Clever Taxi, na Roménia, e da Taxibeat, companhia que opera tanto na Grécia como no Peru. Situação que torna a aplicação mytaxi o líder europeu entre os fornecedores de apps para táxis, com um total de 8,2 milhões de utilizadores. Já a aplicação de carsharing car2go, apresenta actualmente 2,6 milhões de utilizadores em todo o mundo, ao passo que a moovel vende um bilhete a cada segundo, ajudando a transportar 2,9 milhões de clientes em várias regiões da Europa e da América do Norte.

Participe nos Prémios Auto Observador e habilite-se a ganhar um carro

Vote na segunda edição do concurso dedicado ao automóvel cuja votação é exclusivamente online. Aqui quem decide são os leitores e não um júri de “especialistas” e convidados.

Participe nos Prémios Auto ObservadorVote agora

    Se tiver uma história que queira partilhar ou informações que considere importantes sobre abusos sexuais na Igreja em Portugal, pode contactar o Observador de várias formas — com a certeza de que garantiremos o seu anonimato, se assim o pretender:

  1. Pode preencher este formulário;
  2. Pode enviar-nos um email para abusos@observador.pt ou, pessoalmente, para Sónia Simões (ssimoes@observador.pt) ou para João Francisco Gomes (jfgomes@observador.pt);
  3. Pode contactar-nos através do WhatsApp para o número 913 513 883;
  4. Ou pode ligar-nos pelo mesmo número: 913 513 883.

Agora que entramos em 2019...

...é bom ter presente o importante que este ano pode ser. E quando vivemos tempos novos e confusos sentimos mais a importância de uma informação que marca a diferença – uma diferença que o Observador tem vindo a fazer há quase cinco anos. Maio de 2014 foi ainda ontem, mas já parece imenso tempo, como todos os dias nos fazem sentir todos os que já são parte da nossa imensa comunidade de leitores. Não fazemos jornalismo para sermos apenas mais um órgão de informação. Não valeria a pena. Fazemos para informar com sentido crítico, relatar mas também explicar, ser útil mas também ser incómodo, ser os primeiros a noticiar mas sobretudo ser os mais exigentes a escrutinar todos os poderes, sem excepção e sem medo. Este jornalismo só é sustentável se contarmos com o apoio dos nossos leitores, pois tem um preço, que é também o preço da liberdade – a sua liberdade de se informar de forma plural e de poder pensar pela sua cabeça.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)