O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, dissolveu hoje a câmara baixa do parlamento, convocando eleições antecipadas em outubro, nas quais o seu partido deverá enfrentar o da governadora de Tóquio, Yuriko Koike.

“De acordo com o artigo 7.º da Constituição, a câmara baixa foi dissolvida”, declarou o presidente da assembleia, Tadamori Oshima, em sessão plenária.

As eleições deverão realizar-se no prazo de 40 dias, provavelmente a 22 de outubro, de acordo com a imprensa japonesa.