Dark Mode 148kWh poupados com o Asset 1
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica. Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

O falhanço de Coates, a monstruosa defesa de Trigueira e a mão de Podstawski que tudo mudou

Quando o Sporting apostava tudo no ataque, uma jogada onde Trigueira fez duas defesas monstruosas acabou com uma defesa com a mão de... Podstawski. Rui Costa e o VAR deram penálti e Dost empatou.

i

Bas Dost voltou a mostrar sangue frio na marca dos 11 metros, empatando a final da Taça da Liga aos 80'

AFP/Getty Images

Bas Dost voltou a mostrar sangue frio na marca dos 11 metros, empatando a final da Taça da Liga aos 80'

AFP/Getty Images

A desvantagem ao intervalo (e um lance de muito perigo logo a abrir a segunda parte do V. Setúbal onde Costinha atirou muito perto do poste de Rui Patrício) deixou a equipa do Sporting (e os adeptos, sobretudo os muitos adeptos presentes nas bancadas em Braga) à beira de um ataque de nervos. E pior ficou quando Coates, numa bola onde tinha tudo para empatar na pequena área dos sadinos, atirou por cima.

Os leões carregaram, carregaram, carregaram até que, por volta dos 76′, aconteceu o lance que acabou por definir a final da Taça da Liga. E que lance! Primeiro cabeceamento de Bas Dost para defesa de Trigueira, recarga para nova intervenção quase milagrosa no chão do guarda-redes sadino e… penálti: à terceira, Podstwaski fez de guarda-redes e cortou o lance com a mão quando a bola se encaminhava para a baliza do V. Setúbal.

Ainda assim, mesmo com o empate alcançado a dez minutos do final, os nervos mantiveram-se mas desta feita tendo como principal protagonista Bruno Fernandes: pouco depois do 1-1, o médio tem um remate fabuloso com uma defesa ainda maior de Trigueira para canto; depois, no início do período de descontos, desperdiçou a derradeira oportunidade da partida quando estava isolado e em boa posição na grande área.

Recomendamos

A página está a demorar muito tempo.