Beleza e Bem Estar

Os melhores produtos de beleza por 7 influenciadoras portuguesas

424

São formadas na área da beleza e saúde, têm conhecimentos privilegiados e são especialistas naquilo que falam nos seus canais digitais. Na geração dos influenciadores, conheça sete "insiders".

Autor
  • Helena Magalhães

O termo influenciador digital veio para ficar. Basta uma pesquisa rápida no Google para encontrar um número infindável de entradas, a maioria com uma questão: como ser um influenciador digital? E a pergunta até tem a sua pertinência porque tornou-se o novo “o que é que queres ser quando fores grande?”. Se formos ao significado da palavra, está relacionado com o ato de se ter alguma influência em alguém. Mas não deveria essa influência estar relacionada com algo excecional que o influenciador tem para dar?

Os influenciadores digitais — ou as novas profissões, como já lhes chamam — criam conteúdos para a Internet que influenciam comportamentos. Mas falamos de conteúdos que nem sempre têm uma base por trás. As influenciadoras de beleza são um bom exemplo. Aconselham a compra de cremes para os mais variados problemas de pele e dão dicas de maquilhagem para toda as ocasiões. Mas quantas sabem efetivamente do que estão a falar? E quais os riscos para o público — em grande parte ainda muito jovem — que acompanha e segue todos esses conselhos?

O que influencia mais? Conhecimentos ou likes e seguidores?

No Brasil, já está a ser criado um curso em Digital Influencer no Centro Universitário Brasileiro que vai ter a sua primeira turma já agora em Janeiro de 2018. O objetivo deste curso (com a duração de dois anos) é descrito pela faculdade como uma forma de preparar os aspirantes a influenciadores para gerirem os seus próprios negócios. Ainda pouco se sabe sobre o programa académico mas parece esquecer a base do que deveria ter um influenciador: conhecimentos daquilo que está a influenciar. Quem quer ser uma influenciadora de beleza, deveria formar-se, então, em pele, em cosmética, em estética, em maquilhagem.

Mas numa realidade em que parecem dominar os likes e não os conhecimentos, poderemos realmente confiar nas sugestões que as influenciadoras dão? Mesmo que por trás possam estar patrocínios de marcas, likes e seguidores gerados por aplicações e conteúdos com pouca imparcialidade: muitas vezes as influenciadoras sugerem os produtos que recebem de ofertas e não aqueles que realmente gostam, conhecem ou recomendam.

O Observador falou com um grupo de “insiders” portuguesas para descobrir alguns dos produtos de beleza que realmente usam e recomendam ao seu público. Calma, não inventámos esta palavra. O conceito “insider” é descrito no marketing como o tipo de influenciador que é respeitado e tem acesso a informação privilegiada. Talvez não sejam aquelas que têm mais likes ou seguidores mas são as que têm mais conhecimentos e que podem influenciar com informação real e credível. Entra aqui mais um conceito que está a crescer — o do micro-influenciador onde estas “insiders” se destacam.

O fenómeno do micro-influenciador está a crescer em Portugal

A Marketeer escreve que os influenciadores que se tornaram quase figuras públicas ganharam o estatuto de celebridades. Mas se as pessoas acreditam mais em indivíduos do que em marcas – conceito a partir do qual nasceram os influenciadores –, acreditam ainda mais em pessoas parecidas com elas. Nascem então os micro-influenciadores, pessoas aparentemente comuns mas com influência em determinadas categorias que, embora não possuam uma base grande de fãs em comparação com grandes celebridades, destacam-se pela sua autenticidade e eficiência em atingir o seu público que é mais segmentado.

Quando falamos de um mercado tão específico como o da beleza e que está diretamente relacionado com a pele e a saúde, é importante que os consumidores procurem influenciadoras que saibam realmente daquilo que estão a falar e não se foquem apenas no número de likes que têm.

Todas estas influenciadoras ou “insiders” trabalham em Portugal na área da beleza, têm conhecimentos privilegiados e são especialistas naquilo que falam nos seus canais digitais. Desde editoras de beleza, maquilhadoras e farmacêuticas, descubra na fotogaleria os melhores achados de cosmética que recomendam algumas das mais experts influenciadoras de beleza portuguesas.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)