Farmácias

Farmácias recolhem este sábado medicamentos para apoiar utentes de 100 instituições

O Banco Farmacêutico promove este sábado mais uma recolha de medicamentos, uma iniciativa que conta com o apoio de 230 farmácias de todo o país e se destina a apoiar os utentes de 100 instituições.

Nas edições anteriores, o Banco Farmacêutico entregou 82 mil medicamentos e produtos de saúde a diversas instituições de solidariedade social

Autor
  • Agência Lusa

O Banco Farmacêutico promove este sábado mais uma recolha de medicamentos, uma iniciativa que conta com o apoio de 230 farmácias de todo o país e se destina a apoiar os utentes de 100 instituições de solidariedade social.

Seiscentos voluntários vão estar, entre as 9h00 e as 19h00, nas farmácias a recolher os medicamentos não sujeitos a receita médica e produtos de saúde que serão depois distribuídos pelas instituições de solidariedade, uma iniciativa semelhante à do Banco Alimentar contra a Fome.

Cada farmácia está alocada a uma instituição, que pode ser um lar de terceira idade, um centro paroquial, uma casa de acolhimento de crianças em risco, e recolhe os medicamentos consoantes as necessidades específicas da associação, disse à agência Lusa a porta-voz do Banco Farmacêutico, Ana Formigal.

Ana Formigal explicou que o objetivo é colmatar as necessidades e não haver excesso de produtos que não interessam à instituição, uma situação que as “pessoas valorizam muito”.

Com esta iniciativa, “estamos a abranger milhares de pessoas carenciadas“, que de outra forma não tinham possibilidade de adquirir estes medicamentos.

Os medicamentos doados têm de ser novos, seguros, de qualidade e que não tenham saído do circuito do medicamento, ou seja, são apenas aceites medicamentos dispensados nas farmácias.

A iniciativa nasceu “muito modestamente” há 10 anos nos distritos de Lisboa e Setúbal. Desde então, “temos vindo sempre a crescer, o que é importante porque conseguimos angariar mais medicamentos e alertar as pessoas para esta necessidade e envolver os voluntários no trabalho social”, disse Ana Formigal.

Nas nove edições anteriores, o Banco Farmacêutico entregou um total de 82 mil medicamentos e produtos de saúde a diversas instituições de solidariedade social.

Em 2017 conseguiu angariar um total de 14.000 medicamentos, com o valor estimado de 56 mil euros, uma “subida bastante significativa face aos anos anteriores”.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Filosofia

Democracia e formas simbólicas /premium

Paulo Tunhas

O estudo da história do pensamento político recorda-nos o retorno maciço do pensamento mítico com o nazismo, alertando para o perigo de uma única forma simbólica se apoderar de todas as restantes.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

Detalhes da assinatura

Acesso ilimitado a todos os artigos do Observador, na Web e nas Apps, até três dispositivos.

E tenha acesso a

  • Assinatura - Aceda aos dados da sua assinatura
  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Inicie a sessão

Ou registe-se

Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)