Auto

Mãe, pai… ainda falta muito?

A família dentro de um carro cheio, uma estrada interminável e as crianças engalfinhadas no banco de trás. Para que esta seja uma das nossas memórias mais preciosas falta juntar a segurança de todos.

Getty Images/iStockphoto

Todos nos lembramos delas e é impossível não esboçar um sorriso de cada vez que a recordação vem. As viagens de carro em família – sempre acompanhadas pela inevitável pergunta “Ainda falta muito?” – são das experiências mais fortes que qualquer um de nós pode viver. Por isso, entram diretamente para o top das melhores memórias que guardamos.

Preocupações com a segurança não havia muitas. Isso sabe-se hoje e, nalguns casos, percebemo-lo da pior forma possível. Mas a verdade é que não há nada mais importante que o bem-estar dos que nos são queridos. Por isso, a segurança da família é o que nos move diariamente, bem como à Continental que, há mais de 140 anos, procura garantir que qualquer viagem feita de carro seja segura para todos, tanto para os que circulam dentro do veículo, como também para os peões.

Segurança máxima

Foi precisamente com o objetivo de levar a segurança a todos em qualquer circunstância – incluindo durante as viagens feitas em família – que a Continental instituiu o projeto Vision Zero – Zero Mortes, Zero Feridos, Zero Acidentes. Com esta iniciativa, pretende contribuir ativamente para a segurança rodoviária e diminuição da sinistralidade nas estradas. Para o conseguir, empenha-se ativamente em desenvolver soluções inovadoras que permitam um futuro sem acidentes, o que passa por pneus cada vez mais fiáveis e sistemas de apoio à condução.

Se pensarmos que os pneus constituem o único ponto de contacto entre o carro e a estrada facilmente percebemos a sua importância. Ter uns pneus seguros, com boa aderência a todos os pisos e com garantia de controlo a qualquer velocidade pode fazer a diferença em situações a que todos estamos sujeitos quando circulamos de carro. Há décadas que a Continental é conhecida por recorrer à tecnologia mais avançada e a materiais nobres com a intenção de conseguir os pneus perfeitos. Ainda assim, há que prestar atenção aos cuidados que devemos ter com eles, de forma a garantir a segurança em qualquer situação (ver caixa).

Vai viajar de carro? Olhe para os pneus

Antes de viajar é importante verificar o estado dos pneus. Preste especial atenção aos seguintes pontos:

Desgaste e profundidade – Um pneu gasto reduz a segurança e o controlo do veículo. Os pneus podem durar entre 40 mil a 80 mil quilómetros, mas tal depende da forma como se conduz e do estado das estradas.

Pressão do ar – Deve ser verificada com os pneus frios e é fundamental para a segurança da condução e durabilidade dos pneus.

Direção alinhada – Se a direção não estiver alinhada a duração dos pneus será afetada e o consumo de combustível aumentará.

Amortecedores em condições – Fundamental para o bom desempenho dos pneus, já que quando os amortecedores apresentam problemas vão afetar a aderência ao solo.

Alternar pneus – Uma das formas de prolongar a vida dos pneus é passar os de trás para a frente, bem como os da esquerda para a direita e vice-versa.

Reduzir o erro humano

O erro humano é a principal causa dos acidentes rodoviários. Por isso, ajudar a reduzi-lo é outro grande objetivo da Continental, que desenvolve sistemas inteligentes e inovadores de apoio à condução. Entre estes destaca-se, por exemplo, o Electronic Stability Control (ESC), um microprocessador que recolhe informação contínua, verificando se o veículo está a corresponder à ação do condutor, para intervir imediatamente no sistema central de travagem caso detete uma perda repentina de estabilidade.

Outros sistemas desenvolvidos pela empresa alemã são o Rear Cross Traffic Alert (RCTA), um radar que permite evitar acidentes quando a visibilidade é muito reduzida, ou o Adaptative Cruise Control (ACC), que adapta a velocidade do veículo ao trânsito real. Já em caso de se verificar um afastamento da faixa de rodagem, o Road Departure Protection (RDP) avisa o condutor, colocando o veículo no rumo certo. E se o automóvel se aproximar demasiado do veículo da frente ou se detetar a presença de um peão, é possível confiar no Emergency Break Assist (EBA), um sistema proactivo que inicia de imediato o processo de travagem.

Com todas estas ajudas disponíveis é certo e sabido que qualquer viagem em família será ainda mais memorável. Pelos melhores motivos. Porque a segurança estará garantida. Mas ainda não se desenvolveu nenhum sistema que evite que as crianças perguntem repetidamente “Mãe, pai… ainda falta muito?”. E ainda bem que não.

Recomendador: descubra o seu carro ideal

Não percebe nada de carros, ou quer alargar os horizontes? Com uma mão-cheia de perguntas simples, ajudamo-lo a encontrar o seu carro novo ideal.

Recomendador: descubra o seu carro idealExperimentar agora
Conteúdo produzido pelo Observador Lab. Para saber mais, clique aqui.
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: obslab@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)