A editora Ponto de Fuga vai publicar neste mês de março dois livros com inéditos de Natália Correia. As obras — Entre Raiz e a UtopiaDescobri que Era Europeia –, com introdução e notas de Ângela de Almeida, chegam às livrarias no dia 16, data em que se assinalam os 25 anos da morte da autora açoriana, refere a Agência Lusa.

O primeiro, Entre a Raiz e a Utopia  — Escritos sobre António Sérgio e o Cooperativismo, reune textos da autora sobre António Sérgio, pensador, ensaísta e cooperativista português com o qual Correia teve uma relação de profunda cumplicidade. Estes são datados do período que vai de 1946 a 1958 e a grande maioria nunca tinha sido publicada antes.

Descobri que era europeia — Impressões duma Viagem à América trata-se do registo de uma viagem que a escritora fez aos Estados Unidos da América em 1950. Apesar de o texto ter sido publicado um ano depois da visita, em 1951, a versão da Ponto de Fuga integra as alterações feitas por Correia para uma segunda edição que nunca chegou a sair. Com texto fixado a partir da versão de 1951, Descobri que era europeia inclui ainda fotografias e reproduções de documentos que se encontram no espólio da escritora açoriana. De acordo com a Lusa, contêm também alguns textos inéditos.

A Ponto de Fuga, uma editora independente “que tem por objetivo publicar obras e autores de qualidade nos diferentes géneros”, já tinha publicado em 2015 um livro com inéditos de Natália Correia. Intitulado Não Percas a Rosa / Ó Liberdade, Brancura do Relâmpago, este reúne num volume só dois textos da autora sobre o período do 25 de Abril, acompanhados de fotografias de época, captadas por José António Correia, e reproduções dos manuscritos originais.

Artigo corrigido às 19h34