A Toys R Us avançou com o pedido de insolvência da Toys R Us Iberia, que controla todas as lojas em Portugal, avança o Eco. A notícia surge dias depois de o gigante de brinquedos ter anunciado o encerramento de todas as lojas no Reino Unido e nos Estados Unidos.

Em comunicado, a empresa diz que “continua com as operações para tentar garantir a sua viabilidade em Portugal e Espanha”. E acrescenta que “com esse objetivo, a Toys R Us Iberia Real Estate SLU, sociedade detentora de 26 propriedades do Grupo, solicitou, junto dos tribunais de Madrid, uma declaração de insolvência”.

Na semana passada, a Toys R Us anunciou vai fechar todas as lojas no Reino Unido e nos Estados Unidos se não encontrar um comprador. Ao todo vão ser afectadas quase 900 lojas e cerca de 36 mil postos de trabalho.

A empresa declarou falência há seis meses e tem tido dificuldades em encontrar compradores, escreve o The Washington Post. No Reino Unido, onde a empresa tinha até esta quarta-feira para encontrar um comprador, as 75 lojas ainda abertas vão juntar-se às 25 que a retalhista já tinha fechado. Nos EUA, onde a empresa já tinha encerrado 182 lojas em janeiro com esperanças de evitar a liquidação, são quase 800 as que agora vão encerrar — e 32 mil as pessoas que vão perder o emprego.

Os funcionários das lojas norte-americanas foram notificados de que as lojas vão fechar ao longo do tempo e não de uma só vez. Estima-se que os encerramentos das lojas da Toys R Us vão decorrer ao longo de um período de seis semanas.

Toys R Us vai fechar todas as lojas nos Estados Unidos e Reino Unido