Segurança

Veja os riscos de “apertar” com autocarros

Todos sabem que os veículos pesados, são isso mesmo: pesados. Isto significa menos capacidade de manobra e maior distância de travagem, pelo que nada de se meter à frente e apertar com eles.

Há uma série de razões para não se meter à frente de um autocarro repentinamente, forçando-o a parar ou desviar-se. Primeiro, porque é prova de falta de educação e de civismo, depois porque é ilegal e, como se isto não bastasse, porque há grandes probabilidades de se poder revelar mau para a saúde, sua e do carro que conduz. Lamentavelmente, o condutor deste Porsche Cayenne menosprezou claramente esta situação.

Seja qual for o motivo que o leve repentinamente a virar à direita, atirando-se para a frente de um veículo pesado, seja porque estava distraído, ou porque estava mesmo muito distraído, a verdade é que não só essa manobra facilmente acaba por motivar uma forte pancada na traseira, como obriga  a uma travagem de emergência desnecessária por parte do pesado. E, se se tratar de um autocarro de passageiros, vai certamente passar a ser odiado – e com razão – pelas dezenas de “alminhas” a bordo, que se viram atiradas de um lado para o outro, quando o condutor se viu obrigado a travar a fundo.

O vídeo conta a história do que aconteceu a este condutor do Cayenne, mas se acha que isto foi uma parvoíce, perdão, um episódio único, veja o vídeo abaixo para ter a certeza que, provavelmente, é uma manobra idiota mais frequente do que alguém imaginaria.

Participe nos Prémios Auto Observador e habilite-se a ganhar um carro

Vote na segunda edição do concurso dedicado ao automóvel cuja votação é exclusivamente online. Aqui quem decide são os leitores e não um júri de “especialistas” e convidados.

Participe nos Prémios Auto ObservadorVote agora

    Se tiver uma história que queira partilhar ou informações que considere importantes sobre abusos sexuais na Igreja em Portugal, pode contactar o Observador de várias formas — com a certeza de que garantiremos o seu anonimato, se assim o pretender:

  1. Pode preencher este formulário;
  2. Pode enviar-nos um email para abusos@observador.pt ou, pessoalmente, para Sónia Simões (ssimoes@observador.pt) ou para João Francisco Gomes (jfgomes@observador.pt);
  3. Pode contactar-nos através do WhatsApp para o número 913 513 883;
  4. Ou pode ligar-nos pelo mesmo número: 913 513 883.
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: alavrador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)