Mais do que muitas vezes, as ideias mais geniais e inesperadas estiveram durante muito tempo à frente dos olhos de toda a gente. E esta é mais uma destas histórias. Daniel e Lara Krohn são dois irmãos alemães, de 11 e 9 anos, que olharam de uma maneira diferente para aquilo que toda a gente vê. No último verão, as duas crianças viajavam de carro com os pais quando começou a chover. O pai dos dois tentou limpar o vidro do automóvel mas sem sucesso: o depósito de água estava vazio. Nesta altura, Daniel e Lara pensaram – e se, em vez de apenas limpar as gotas de chuvas que caem, o carro guardasse a água e a reutilizasse?

“Estava a chover torrencialmente. Havia água por todo o lado menos no depósito do limpa pára-brisas. Eu e a minha irmã achámos que era engraçado e de repente a resposta pareceu-nos óbvia: reutilizar a água da chuva”, explicou Daniel ao ABC.

Quando chegaram a casa, os dois irmãos desmontaram o camião dos bombeiros de brincar, retiraram a bomba de água e colocaram-na num outro carro de brincar. Depois, acrescentaram um filtro para que a água ficasse limpa e puseram o carro dentro de um aquário. “Funcionou muito bem. Não conseguíamos acreditar que nunca ninguém se tinha lembrado disto”, recordou Lara.

A ideia de Daniel e Lara venceu o primeiro prémio de uma competição científica de Jülich, a cidade onde vivem. A história chegou aos ouvidos de alguns engenheiros da Ford, que decidiram replicar a ideia num carro a sério. O dispositivo foi implementado num Ford S-MAX de ralis e Theo Geuecke, o supervisor de chassis da marca, garante que “com menos de cinco minutos de chuva o depósito do limpa pára-brisas fica completamente cheio”.

Os engenheiros da Ford estão agora a trabalhar em vários dispositivos para reaproveitar água de formas diferentes: através da chuva, da condensação e ao filtrar a humidade do ar e torná-la água potável.