“A vida é frágil.” É assim que começa a publicação que o DJ e produtor sul-africano Black Coffee deixou na conta de Instagram, como reação à morte do amigo Avicii, que morreu esta sexta-feira, aos 28 anos.

Black Coffee publicou as mensagens que trocou há uma semana com Avicii, nas quais o DJ e produtor musical sueco revelava que uma das grandes inspirações para as sessões de composição que estava a ter em estúdio, eram “ritmos africanos”. A inspiração viria de uma viagem recente do sueco a Cape Town.

[Algumas fotografias de Avicii na África de Sul. Foi a última viagem internacional do sueco, antes de voltar a estúdio para continuar a trabalhar no seu próximo álbum, o terceiro, que ficou por editar:]

View this post on Instagram

Cape town from Table Mountain ????❤

A post shared by Avicii (@avicii) on

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

“A vida é frágil… Há apenas uma semana, estava a conversar contigo e com o Shaun Duvet sobre trabalharmos juntos. Estavas entusiasmados pela inspiração que te tinha trazido a tua recente visita à África do Sul. Obrigado por teres partilhado o teu dom connosco, lenda”, escreveu Black Coffee na sua homenagem ao sueco.

[Como Tim Bergling se tornou um dos maiores DJs e produtores musicais do mundo, nas suas próprias palavras:]

Madonna, Diplo, David Guetta, Skrillex, Tiesto, Calvin Harris, Steve Aoki, Rita Ora e os portugueses DJ Kura, Pete Tha Zouk e Isaura também já deixaram as suas homenagens a Avicii.