O treinador do Sporting de Braga, Abel Ferreira, lamentou que a equipa, que matematicamente ainda está na luta pelo título da I Liga de futebol, não veja o seu valor reconhecido.

A três jornadas do fim, os minhotos são quartos classificados, com 71 pontos, a oito do líder FC Porto, a seis do segundo, o Benfica, e a três do terceiro, o Sporting, pelo que, por mais remota que seja a hipótese, podem ainda ser campeões.

Abel Ferreira disse ser “humilde” para reconhecer que, no início da época, não esperava que isso fosse possível nesta altura.

“É engraçado ver a imprensa dizer que somos candidatos, mas depois a própria imprensa não nos dá o devido valor e respeito”, afirmou.

O técnico notou que o Sporting de Braga não tem os mesmos recursos dos três ‘grandes’: “Corremos por fora. Lutamos pelos quatro primeiros lugares, se vamos ficar em primeiro, segundo, terceiro ou quarto em maio logo veremos”.

Abel Ferreira cumpriu esta semana um ano de treinador principal do Sporting de Braga e elegeu duas derrotas como os jogos que mais o marcaram.

“Em Setúbal, para a Taça da Liga, e depois em Marselha (Liga Europa). Foram duas grandes lições e experiências, duas grandes oportunidades para crescer individual e coletivamente”, considerou.

O técnico disse que aprende todos os dias porque a sua “curiosidade é insaciável”.

“Gosto de questionar os jogadores e que eles me questionem, é com eles que mais aprendo. Fui jogador muitos anos e entendo muito o lado deles, a minha função é ter uma ideia na qual eles se revejam”, disse.

Abel Ferreira lembrou que foi feita “uma reestruturação muito grande”, com a entrada de “cerca de 15 jogadores novos” e saída de “referências como Pedro Santos, Alan, Mauro, Rui Fonte, entre outros”, pelo que o clube está a “criar outras”.

O técnico elogiou o Belenenses, adversário de domingo, na 32.ª jornada, considerando que é uma equipa “com dinâmicas interessantes, que sabe o que faz e bem orientada”, mas garantiu um Sporting de Braga a lutar pelos três pontos desde o início.

Bastará um ponto, contudo, para a equipa quebrar um recorde interno, o de mais pontos num campeonato, que vem da época 2009/10, com Domingos Paciência, que acabou como segundo classificado e luto pelo título até ao fim, com o Benfica.

Sporting de Braga, quarto classificado, com 71 pontos, e Belenenses, 12.º, com 34, defrontam-se no domingo, às 20:15, no Estádio do Restelo, em Lisboa.