Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol suspendeu Jorge Jesus durante onze dias por causa de comentários que o treinador do Sporting teceu à arbitragem frente ao jogo com o Moreirense. Além da suspensão, o treinador leonino também terá de pagar uma multa de 2907 euros por causa das declarações que fez nas entrevistas rápidas no rescaldo da partida.

Depois do jogo entre o Sporting e o Moreirense, o técnico do Sporting criticou a arbitragem coordenada por Tiago Martins com a supervisão de Carlos Xistra no videoárbitro. Questionado pela Sport TV sobre a expulsão de Petrovic, Jorge Jesus disse: “É muito fácil expulsar os jogadores do Sporting.” E também defendeu o atleta. “O Petrovic não toca e no lance de dúvida, este quarto árbitro, que mandou o árbitro expulsar o Petrovic, [pensou]: ‘Está no momento certo para o Sporting ficar com menos um e eles assim têm mais dificuldade para ganhar.'”

O quarto árbitro de que Jorge Jesus fala é José Almeida, chamado pelo Conselho de Arbitragem para o confronto que teve André Campos e Pedro Mota como auxiliares do juiz da Associação de Futebol de Lisboa. Nesse jogo, que o Sporting venceu por uma bola a zero na 24.ª jornada do campeonato, Gelson Martins chegou a ser expulso mas acabou por ser despenalizado.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR