O maior fabricante mundial de veículos, a Volkwagen AG, e a Ford, o segundo maior americano, acordaram assinar uma aliança que, afirmam, trará vantagens para ambas as empresas. A parte mais visível da aliança destina-se à colaboração para o desenvolvimento conjunto de veículos comerciais, capazes de servir melhor – e deduz-se que mais barato – as necessidades dos clientes das marcas de ambos os grupos industriais. Mas não vai ficar por aqui.

O presidente da Ford para os mercados globais, Jim Farley, revela que “a Ford está comprometida em melhorar a oferta de veículos de trabalho e esta potencial aliança com o grupo VW é um exemplo de como poderemos evoluir nesse sentido, incrementando a oferta e reforçando o nosso potencial”. Por outro lado, o responsável pela Estratégia do Grupo Volkswagen, Thomas Sedran, admitiu que “o mercado e os clientes estão a evoluir a uma velocidade incrível e, apesar de ambas as empresas possuírem forte presença em diferentes segmentos do mercado, esta aliança vai possibilitar-nos (a ambos) ser mais competitivos e mais abrangentes”.

É normal os construtores estabelecerem alianças para cobrir as necessidades do mercado de forma mais eficaz e com menos custos. Menos vulgar é o facto de o acordo envolver dois dos maiores gigantes da indústria, com representação em praticamente todos os mercado mundiais, certamente os maiores e os mais representativos. Mas como o acordo apenas agora foi assinado, sendo a partir daqui que os representantes de ambos os fabricantes se vão sentar e discutir em que áreas podem trabalhar, com interesse mútuo, é possível que em breve se saiba até onde pode ir esta aliança, sendo certo que não se deverá limitar exclusivamente ao segmento dos veículos comerciais.