Tailândia

“Nem todos os heróis usam capa”. Os cartazes de apoio aos rapazes na Tailândia

4.126

"Tenham força, vamos a caminho"; "A equipa de futebol mais inspiradora e corajosa do mundo". São dezenas os cartazes de apoio aos rapazes e ao treinador que estão a ser resgatados na Tailândia.

“Nem todos os heróis usam capa”; “A equipa de futebol mais corajosa do mundo, esta leva a taça”; “Esperança”; ou “O Mundo Unido”. Estes são apenas alguns dos cartazes espalhados pelas redes sociais que procuram dar força ou homenagear as equipas de resgates dos 12 rapazes da equipa de futebol tailandesa e do seu treinador que está há duas semanas presa na gruta inundada e das equipas que os tentam resgatar.

Para já, há quatro dos jovens já fora da gruta. E um dos mergulhadores acabou por morrer ainda mesmo antes do início da operação, numa das viagens até à câmara onde estavam os rapazes, ao ficar sem oxigénio. Com a chuva a ameaçar estragar os planos de salvamento, estão em curso as segundas tentativas de resgate.

Os mergulhadores são dos mais homenageados: os heróis sem capa, com garrafas de oxigénio.

Aqui estão eles: 13 heróis sem capa à espera no fundo da gruta de outros heróis que os vão buscar.

Com uma promessa: eles vão voltar a casar. Vão marcar este golo.

Estas são as voltas da gruta: não são curvas fatais, são de esperança.

Mais um cartaz que grita “esperança” e diz “continuem fortes, estamos a caminho”.

Algumas montagens dos vários cartazes que estão nas redes sociais.

E este é exatamente isso: a taça de campeões está entregue. Foi encontrada a equipa de futebol mais inspiradora e corajosa do mundo.

Ei-la: agora com os rostos bem impressos.

Aqui uma parte inspiradora da vida do treinador, que terá perdido toda a família quando era criança, tornou-se monge budista e depois treinador de crianças desfavorecidas. Terá sido a sua liderança que manteve os rapazes unidos durante os 9 dias que estiveram sozinhos na cave, até serem encontrados.

Um cartaz mais animado, mas com uma palavra sempre presente: esperança.

Mais montagens.

E o mundo unido para salvar 12 rapazes e um treinador presos numa cave mil metros abaixo do solo nas montanhas da Tailândia.

Outros dos cartazes que pde aos rapazes que continuem fortes que a ajuda está a chegar.

E aí etsá mais uma montagem cheia de esperança.

Agora que entramos em 2019...

...é bom ter presente o importante que este ano pode ser. E quando vivemos tempos novos e confusos sentimos mais a importância de uma informação que marca a diferença – uma diferença que o Observador tem vindo a fazer há quase cinco anos. Maio de 2014 foi ainda ontem, mas já parece imenso tempo, como todos os dias nos fazem sentir todos os que já são parte da nossa imensa comunidade de leitores. Não fazemos jornalismo para sermos apenas mais um órgão de informação. Não valeria a pena. Fazemos para informar com sentido crítico, relatar mas também explicar, ser útil mas também ser incómodo, ser os primeiros a noticiar mas sobretudo ser os mais exigentes a escrutinar todos os poderes, sem excepção e sem medo. Este jornalismo só é sustentável se contarmos com o apoio dos nossos leitores, pois tem um preço, que é também o preço da liberdade – a sua liberdade de se informar de forma plural e de poder pensar pela sua cabeça.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)