Estava escrito nas estrelas. Algum dia José Maria Ricciardi tentaria ser presidente do clube do seu coração: o Sporting Clube de Portugal. Hoje é esse dia. Fonte próxima de Riccardi confirmou ao Observador que o banqueiro vai candidatar-se a presidente do Conselho Diretivo do clube leonino.

O anúncio formal será feito numa entrevista que o agora candidato irá dar à Correio da Manhã TV às 20h.

Para já, José Maria Ricciardi ainda não irá anunciar os nomes que compõe a sua lista, nomeadamente os restantes membros para o Conselho Diretivo, o órgão executivo do clube, ou os nomes que tem na manga para os cargos de presidentes da Mesa da Assembleia-Geral e do Conselho Fiscal.

Ricciardi é o nono candidato à liderança do clube leonino. Frederico Varandas, Pedro Madeira Rodrigues, Fernando Tavares Pereira, João Benedito, Zeferino Boal, Dias Ferreira, Carlos Vieira e Bruno de Carvalho, o ex-líder destituído em junho, são os concorrentes do banqueiro.

Ricciardi diz que futuro presidente do Sporting vai precisar de 60 milhões de euros ou mais

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Este avanço de José Maria Ricciardi não surpreende depois de o banqueiro ter recusado apoiar uma possível candidatura de Luís Figo — que, entretanto, caiu. “Não apoio Luís Figo nem vou apoiar nenhuma candidatura”, afirmou ao Jornal Económico.

Concluídas as investigações do Banco de Portugal ao caso BES/GES, que reconheceram que nunca teve qualquer papel no alegado esquema de gestão fraudulento alegadamente criado pelo seu primo Ricardo Salgado, José Maria Ricciardi sente-se em condições de avançar para a corrida pela liderança do Sporting para suceder a Bruno de Carvalho.