Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

As provas de aceleração com arranque parado, uma moda muito americana, estão cada vez mais na ordem do dia, mesmo no Velho Continente. E a prova surge aqui, com o piloto Daniel Abt, que opõe o Audi RS3, em versão eléctrica, que já antes se tinha batido contra o Lamborghini Huracán Performante, ao Porsche 911 GT2 RS de 700 cv.

Mas, para apimentar ainda mais a competição entre estes monstros da aceleração em recta, foi decidido que o Audi alimentado por bateria se iria apresentar-se à parte em… marcha-atrás. Isto apresentava desde logo um problema, pois o recorde em marcha-atrás está fixado em 162,7 km/h, mas o Audi, se pretendia ter alguma probabilidade de bater o Porsche, tinha de alcançar no mínimo 200 km/h. O que, como se pode facilmente compreender, não é tarefa fácil, pois de outra forma o recorde já tinha sido batido.

O vídeo espelha bem o que aconteceu, com o 911 GT2 RS de 700 cv a andar para a frente e a enfrentar o Audi RS3 movido a electricidade, que comete a “deselegância” de arrancar em… marcha-atrás. Dada a partida, os dois monstros aceleram pista fora e o Audi ganha. Veja aqui como:

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR