Meteorologia

Tempestade em Espanha causa alertas amarelos no centro e sul de Portugal

305

Três distritos em Portugal estão com aviso meteorológico amarelo por precipitação forte. Chuva vai ser o restício de uma das piores tempestades desde 2008 em Espanha. E nada têm de alarmante.

Getty Images

Os alertas amarelos do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), por previsão de precipitação forte em três distritos do país, estão relacionados com a tempestade que vai atravessar Espanha de quinta-feira a domingo, mas não há motivos para alarme. De acordo com os meteorologistas, à medida que avança para a região oeste da Península Ibérica, a tempestade vai perdendo intensidade. Por isso, quando chegar a Portugal, não terá a mesma força com que fustigará as regiões mediterrânicas de Espanha.

O aviso amarelo do IPMA por precipitação forte foi emitido para os distritos de Santarém, Évora e Beja. Esses alertas podem ser emitidos em duas ocasiões: quando chove muito em pouco tempo ou quando chove muito num período de tempo mais alargado. Neste caso, aplica-se a primeira situação: espera-se que, em qualquer ponto desses distritos, possam cair entre 10 e 20 milímetros de chuva por hora. O aviso amarelo foi emitido porque essa precipitação forte é um “risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica”.

Ora, em Espanha, um fenómeno extremo chamado gota fria vai provocar “episódio de chuvas e tempestades intensas, generalizadas e persistentes” por causa do choque entre uma massa quente e húmida vinda do Mediterrâneo e uma massa de ar fria vinda do Atlântico. Os espanhóis esperam trovoadas fortes e um volume de chuva que pode chegar aos 180 litros por metro quadrado em 12 horas. E, embora este seja um fenómeno normal no outono em Espanha, esta pode ser a pior tempestade deste tipo desde novembro de 2008.

Cá, por outro lado, só vamos assistir aos restícios da tempestade: à medida que ela avança para a região oeste da Península Ibérica, a gota fria tende a perder intensidade. No centro e sul de Portugal só vão chegar nuvens convectivas, que costumam provocar aguaceiros e trovoadas — daí o aviso do IPMA. Mas isso não será preocupante: é um fenómeno chamado “perturbação de retorno”, que acontece quando uma região é atingida por um fenómeno mas com muito menos intensidade.

É por isso que estes avisos amarelos só estarão ativos até à meia-noite desta quinta para sexta-feira, esclarecem os meteorologistas. Depois disso pode continuar a chover, mas muito menos. De resto, Portugal espera precipitação para todo o fim de semana. Segundo a previsão descritiva do IPMA, as regiões centro e sul podem ser atingidas por “precipitação e trovoada” e “vento forte com rajadas nas terras altas”, apesar de a temperatura subir, já a partir de esta sexta-feira. No sábado e no domingo esperam-se “períodos de céu muito nublado” e “condições favoráveis à ocorrência de aguaceiros e trovoada, em especial nas regiões centro e sul a partir da tarde”.

Agora que entramos em 2019...

...é bom ter presente o importante que este ano pode ser. E quando vivemos tempos novos e confusos sentimos mais a importância de uma informação que marca a diferença – uma diferença que o Observador tem vindo a fazer há quase cinco anos. Maio de 2014 foi ainda ontem, mas já parece imenso tempo, como todos os dias nos fazem sentir todos os que já são parte da nossa imensa comunidade de leitores. Não fazemos jornalismo para sermos apenas mais um órgão de informação. Não valeria a pena. Fazemos para informar com sentido crítico, relatar mas também explicar, ser útil mas também ser incómodo, ser os primeiros a noticiar mas sobretudo ser os mais exigentes a escrutinar todos os poderes, sem excepção e sem medo. Este jornalismo só é sustentável se contarmos com o apoio dos nossos leitores, pois tem um preço, que é também o preço da liberdade – a sua liberdade de se informar de forma plural e de poder pensar pela sua cabeça.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: mlferreira@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)