Rádio Observador

Receitas

Jamie e a Cozinha Italiana. As receitas de uma refeição completa

A longa relação de amor entre Jamie Oliver e "la vera cucina" deu um novo livro, "Jamie e a Cozinha Italiana". Publicamos, em exclusivo, três receitas para uma refeição completa. Tiramisù incluído.

Inspirado nos dias de verão da costa amalfitana, este não é um tiramisú tradicional mas uma versão mais leve, com cerejas, limoncello e chocolate branco.

Jamie e a Cozinha Italiana

Autor
  • Observador

Um “guia da cozinha italiana” e um “manual de delícias para qualquer dia da semana”. É assim que Jamie Oliver resume a sua nova incursão na vera cucina, mais de 10 anos depois da publicação de Jamie Oliver Cozinha na Itália (ed. Civilização, 2007). Acompanhado pelo mestre e amigo Gennaro Contaldo, o chef britânico transformado em estrela de televisão percorreu Itália de uma ponta à outra e entrou nas cozinhas das nonnas e das mammas para descobrir as receitas que passaram de geração em geração. Reuniu mais de 130 no seu novo livro, Jamie e a Cozinha Italiana (ed. Porto Editora), das quais publicamos três, em exclusivo.

Jamie Oliver e Gennaro Contaldo, chef e restaurateur italiano. © David Loftus

Salada de inverno

Para 6-12 pessoas
1 hora e 20 minutos, mais o tempo para arrefecer

Ingredientes

6 cebolas roxas
1 cabeça de alhos
1/2 ramo de tomilho (15 g)
100 g de avelãs sem pele azeite
600 g de folhas de verduras amargas, tais como chicória, radicchio, Castelfranco, chicória Treviso, dente-de-leão

Molho

1 c. de sopa de mostarda de Dijon
azeite virgem extra
50 ml de vinho tinto Barolo
2 c. de sopa de vinagre de vinho tinto

Preparação

Ligue o forno na temperatura máxima (240°C). Coloque as cebolas com casca numa assadeira onde caibam mesmo à medida e deixe-as assar durante uma hora, ou até estarem macias e levemente tostadas. Passados 30 minutos, adicione a cabeça de alhos partida ao meio, regue os pés de tomilho e as avelãs com um fio de azeite e adicione às cebolas nos últimos 5 minutos. Retire do forno e deixe arrefecer.

Em seguida, arranje as folhas das verduras (eu gosto de me esmerar nesta tarefa e arranjar cada folha consoante o seu tamanho – corte as maiores e deixe as mais delicadas inteiras; julgo que percebe a ideia). Para fazer o molho, esprema o alho assado para uma tigela (deite fora as cascas), esmague-o bem e depois adicione a mostarda e uma pitada de sal marinho. Sem parar de mexer, regue com 6 colheres de azeite virgem extra e, continuando a mexer, misture o vinho Barolo e o vinagre.

Remova a casca crocante das cebolas doces, coloque-as numa saladeira e desfaça-as mais um pouco à medida que as vai adicionando. Tempere-as com sal e pimenta-preta, regue-as com o molho e disponha por cima as folhas das verduras, misturando bem com as pontas dos dedos. Para finalizar, triture as avelãs num almofariz, até ficarem bem moídas, e polvilhe a salada.

Linguine com salsichas

Para 2 pessoas
15 minutos

Ingredientes

150 g de linguine
200 g de brócolos comuns ou de brócolos-de-rama
azeite
1 salsicha grande de qualidade (125 g)
1 dente de alho
2 filetes de anchovas em azeite
1 pitada de malaguetas vermelhas secas em flocos
100 ml de vinho branco Frascati
20 g de queijo pecorino ou parmesão
azeite virgem extra

Preparação

Coza a massa num tacho com água a ferver temperada com sal de acordo com as instruções da embalagem, escorra-a e reserve uma chávena da água da cozedura.

Entretanto, arranje os brócolos (cortando os talos ao meio no sentido longitudinal para ficarem mais tenros). Coloque uma frigideira grande em lume médio com uma colher de sopa de azeite e adicione a salsicha sem a pele, esmagando o recheio com as costas de uma colher de pau. Quando estiver levemente alourado, adicione o alho picado grosseiramente, as anchovas, as malaguetas, os brócolos e o vinho, e deixe cozinhar e reduzir, enquanto a massa coze.

Coloque a massa escorrida na frigideira, polvilhe com o pecorino finamente ralado e regue com um fio de azeite virgem extra. Misture bem, deslassando com um pouco da água da cozedura, se necessário, para obter um molho leve e cremoso. Prove, retifique os temperos e sirva de imediato.

Tiramisù com limoncello

Para 8 pessoas
45 minutos, mais o tempo para refrigerar

Ingredientes

2 laranjas
200 ml de limoncello
4 c. de sopa de mel líquido
200 g de palitos de champanhe
200 ml de café expresso de boa qualidade (frio)
250 g de marcarpone
250 g de iogurte natural
1 c. de chá de pasta de baunilha
250 g de cerejas maduras
azeite virgem extra
100 g de chocolate branco (frio)

Preparação

Com a ajuda de um descascador manual, corte a casca das laranjas em tiras para um tacho pequeno. Adicione o sumo das 2 laranjas, 100 ml de limoncello e 2 colheres de sopa de mel, e deixe ferver em lume médio até obter uma calda espessa.

Cubra a base de uma taça com 24 cm de diâmetro com metade dos palitos de champanhe. Misture o café frio com o restante limoncello, regue a camada de palitos de champanhe com metade desta mistura e comprima levemente para ajudar os palitos a ficarem ensopados.

Bata o mascarpone, o iogurte, a pasta de baunilha e as 2 colheres restantes de mel até obter um preparado suave e coloque metade na taça numa camada uniforme. Retire o caroço às cerejas e corte a polpa em pedaços sobre o mascarpone. Disponha por cima os restantes palitos de champanhe, regue-os com o restante café e termine com uma última camada de mascarpone.

Deite a calda e a casca de laranja caramelizada por cima do tiramisù, e regue com um fio de azeite virgem extra. Tape a taça e guarde no frigorífico durante pelo menos 4 horas, ou de um dia para o outro. Para finalizar, polvilhe com raspas ou aparas de chocolate branco.

O livro foi publicado pela Porto Editora e custa 27,50€

Receitas retiradas do livro “Jamie e a Cozinha Italiana”, de Jamie Oliver.

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros de órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)