O líder Paris Saint-Germain goleou este domingo na receção ao Rennes, por 4-1, em jogo da 22ª jornada da I liga francesa de futebol, mas só na última meia hora é que as suas individualidades conseguiram desbloquear a partida.

Com um golo logo aos 07 minutos, pelo uruguaio Edinson Cavani, a cabecear após um cruzamento do argentino Di Maria, o PSG parecia ter o caminho aberto para mais uma goleada, mesmo sem poder contar com o brasileiro Neymar, que saiu lesionado da última quarta-feira, frente ao Estrasburgo, para a Taça de França.

No entanto, o Rennes conseguiu surpreender e empatar aos 28 minutos, pelo avançado senegalês M’Baye Niang, a desviar a bola de calcanhar para o fundo das redes, cruzada pelo maliano Hamari Traoré.

A resistência do Rennes prolongou-se até ao minuto 60, altura em que Di Maria fez o segundo golo, ao ‘picar’ a bola sobre o guarda-redes Tomas Koubek, após um lançamento de trinta metros do defesa central Thiago Silva.

Nessa altura já o PSG tinha aumentado a intensidade do jogo e os golos começaram a surgir com naturalidade: o terceiro aos 66 minutos, por Kilyan Mbappé, que não foi egoísta e ofereceu o quarto a Edinson Cavani, aos 71, quando estava em boa posição para finalizar.

Com este triunfo, o PSG mantém-se firme na liderança, com 56 pontos, mais 13 do que o Lille, que é segundo, e mais 16 do que o Lyon, que é terceiro, mas a equipa parisiense tem menos dois jogos do que os seus mais diretos perseguidores.

O Lyon, com o guarda-redes português Anthony Lopes na baliza, foi horas antes a Amiens vencer por 1-0, graças a um golo do central belga Jason Denayer, aos 50 minutos, enquanto Toulouse e Angers não foram além de um ‘nulo’, mas o costa-marfinense Max Gradel desperdiçou um penálti para a equipa da casa, aos 73.

O Montpellier, com o internacional português Pedro Mendes a titular no eixo da defesa, recebeu e venceu o Caen por 2-0, seguindo em sexto lugar, com 35 pontos, os mesmos do quinto, o Estrasburgo.