Rádio Observador

Montepio

Caixa Económica passa a chamar-se Banco Montepio

O Montepio deixou para trás o nome Caixa Económica Montepio Geral. A mudança de imagem demorará ainda algumas semanas a chegar às agências e aos clientes.

MIGUEL A.LOPES/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

O Montepio mudou a marca comercial para Banco Montepio, deixando para trás o nome Caixa Económica Montepio Geral, mas ainda falta a mudança da imagem nas agências e a apresentação aos clientes.

Segundo fonte oficial do Montepio, ainda demorará mais algumas semanas até o banco mudar a imagem nos balcões e comunicar a nova identidade visual aos clientes.

O nome já foi, contudo, assumido pelo banco, cujo site já é bancomontepio.pt, depois de a nova marca comercial ter sido aprovada pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial, como noticiou o Jornal de Negócios.

Desde o ano passado que o Montepio está a trabalhar na mudança da marca comercial, seguindo uma recomendação do Banco de Portugal que sugeriu que fosse feita de modo a que os clientes compreendam facilmente a diferença entre a Caixa Económica Montepio Geral e a Associação Mutualista Montepio Geral e os diferentes tipos de produtos financeiros que vendem.

Nos últimos anos, a crise que viveu o Grupo Montepio fez os reguladores e supervisores aumentarem a atenção sobre os produtos vendidos, já que uma entidade é a Associação Mutualista Montepio Geral e outra a Caixa Económica Montepio Geral (o banco, detido a 100% pela mutualista), com produtos diferentes e também proteções diferentes em caso de dificuldades das instituições.

A Caixa Económica comercializa os seus produtos e serviços financeiros, mas também serve de intermediário para venda de produtos de poupança da Associação Mutualista destinados aos associados desta.

No caso dos produtos mutualistas, os clientes têm de ter em atenção que estes não são depósitos, não estando salvaguardados pelo Fundo de Garantia de Depósitos (que garante os depósitos até 100 mil euros).

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Economia

Liderança: um diálogo pai-filho /premium

José Crespo de Carvalho

Podes ter a melhor das intenções, as características pessoais que achas apropriadas ou mais valorizas, a visão e a estratégia para o exercício da liderança. Mas a cultura, se não ajudar, estás morto.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)