Startups

Portuguesa Bitcliq capta 600 mil euros em investimento

152

A Bitcliq utiliza tecnologia blockchain para facilitar a compra de peixe diretamente a frotas pesqueiras. Agora, recebeu 600 mil euros numa ronda de investimento liderada pela Indico Capital Partners.

Pedro (no centro) é o fundador e presidente executivo da Bitcliq

BITCLIQ

Bitcliq utiliza a tecnologia blockchain [protocolo de transações anónimas e descentralizadas na Internet] com uma missão: facilitar a vida da indústria da pesca. Através da plataforma que criou, esta startup permite que retalhistas, hotéis e restaurantes comprem o peixe diretamente às frotas pesqueiras e saibam exatamente por onde passou. É devido a esta solução tecnológica e inovadora que recebeu 600 mil euros de investimento numa ronda liderada pela Indico Capital Partners, com a participação da LC Ventures. O que vai fazer com o dinheiro? Criar o primeiro mercado de peixe baseado em blockchain.

A empresa, que tem sede nas Caldas da Rainha, tem criado vários projetos de melhoria de eficiência operacional e de armazenagem de dados na cloud com frotas pesqueiras em África, na Ásia e na Europa. Este trabalho permitiu que fosse premiada com pelo Green Project Awards e o FLAD EY Buzz USA (uma iniciativa da Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento e da consultora EY).

No porto de Peniche já é possível ver em ação a tecnologia desta startup que apenas com smartphones permite a pescadores e clientes adquirirem peixe acabado de pescar.

Esperamos que este projeto piloto seja rapidamente extensível a todo o país e, consequentemente, para os maiores portos de pesca na Europa. A forma como o peixe é comprado na Europa não se alterou significativamente nos últimos 30 anos. Esta plataforma vai, seguramente, acrescentar mais eficiência e mais transparência ao conectar os agentes de mercado”, afirma Pedro Manuel, fundador e presidente da Bitcliq em comunicado.

Este é o segundo investimento da sociedade de capital de risco Indico Partners, que foi apresentada no início de janeiro. Este fundo conta com mais de 46 milhões de euros para investir em startups tecnológicas que “estejam a dar os primeiros passos ” e “com ambição global”. A Indico Partners, que existe desde 2017, analisou mais de 750 hipóteses de investimento.  Com este anúncio, a empresa promete ainda anunciar mais dois investimento em startups “entre 150 mil a 5 milhões de euros”.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: mmachado@observador.pt
Mar

Bruno Bobone: «do medo ao sucesso»

Gonçalo Magalhães Collaço

Não, Portugal não é uma «nação viciada no medo» - mas devia realmente ter «medo», muito «medo», do terrível condicionamento mental a que se encontra sujeito e que tudo vai devastadoramente degradando.

Educação

Estado-educador e Estado-cultura, em marcha?

Mário Pinto

Não existe uma educação para a cidadania única e institucional. Há várias concepções de cidadania, mesmo como concepções de vida democrática, pois há pluralismo social e cultural, ou moral e religioso

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)