Rádio Observador

Bailado

Companhia Nacional de Bailado apresenta “Dom Quixote” em Lisboa e no Porto

O bailado "Dom Quixote", de Eric Volodine, volta agora a ser interpretado e terá lugar no Teatro Camões, em Lisboa, e no Teatro Municipal do Porto, nos meses de março e julho, respetivamente.

Com coreografia de Eric Volodine segundo Alexander Gorski, e música de Ludwig Minkus, o espetáculo, estreado em 1990, volta agora a ser dançado

MARIO CRUZ/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

O bailado “Dom Quixote”, de Eric Volodine, vai ser interpretado pela Companhia Nacional de Bailado (CNB), no Teatro Camões, em Lisboa, entre sexta-feira e 17 de março, e de 11 a 13 de julho no Teatro Municipal do Porto.

Com coreografia de Eric Volodine segundo Alexander Gorski, e música de Ludwig Minkus, o espetáculo estreou-se pela CNB em 1990 e volta agora a ser dançado, segundo a programação da companhia. O argumento é inspirado no trabalho de Marius Petipa e Miguel de Cervantes, e tem cenografia e figurinos de Alexandre Vassiliev, com desenho de luz de Richard Caswell.

A estreia absoluta desta obra deu-se em Moscovo, no Teatro Bolshoi, a 14 de dezembro de 1869, e a estreia pela CNB aconteceu em Lisboa, no Teatro Nacional de São Carlos, a 24 de março de 1990.

O bailado “Dom Quixote” é considerado um dos grandes legados do coreógrafo Marius Petipa, baseado em episódios da obra literária “D. Quixote de La Mancha”, de Miguel de Cervantes, alternando entre uma natureza realista e popular, com o mundo de fantasia e sonho.

Em 1900, Alexander Gorski apresentou a sua versão com alterações coreográficas e musicais, e foi a partir desta versão que Eric Volodine construiu a sua versão estreada na CNB, em 1990, e que regressa agora à cena.

A história fala de Dom Quixote, que, tendo lido e relido histórias de cavaleiros andantes, resolve abandonar o seu gabinete e partir à procura de novas aventuras juntamente com seu companheiro de armas, Sancho Pança.

Um dos momentos mais emblemáticos do argumento dá-se quando Dom Quixote toma moinhos de vento por dragões e espíritos malignos, e, ao tentar “combatê-los”, acaba por ser atingido pelas pás dos moinhos, e cai por terra num profundo sonho onde se vê rodeado por divindades dos bosques.

A CNB continua a realizar o Ensaio Geral Solidário para mobilizar a sociedade civil em torno de causas sociais, com os resultados da bilheteira nestas sessões a serem entregues a instituições de solidariedade social.

Através de um donativo a partir de 12 euros, o público recebe um convite para assistir ao Ensaio Geral Solidário de “Dom Quixote” no dia 28 de fevereiro, às 21h00, no Teatro Camões, em Lisboa.

Neste ensaio, as entidades que vão ser beneficiadas são a Associação de Atividade Motora Adaptada (AAMA), a We Are Changing Together (WACT), a Fundação Jerónimo Usera, e a Liga Portuguesa Contra as Doenças Reumáticas (LPCDR).

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)