Foi a 3 de Março de 1989 que a seleção de sub-20 portuguesa foi campeã do mundo de futebol. Portugal venceu a Nigéria por 2-0, com golos de Abel Silva e Jorge Couto e levou a taça para casa diretamente da cidade de Riade, na Arábia Saudita. Esta quinta-feira, três décadas depois, a equipa de Carlos Queiroz e alguns membros da comitiva da Arábia Saudita reuniram-se na Cidade do Futebol, em Oeiras, e voltaram a calçar as chuteiras para assinalar o aniversário.

O convívio deu direito a um almoço na sala dos jogadores, uma troca de lembranças alusivas à vitória da “Geração de Ouro” e música tocada na viola pelo fisoterapeuta José Catoja, como costumava fazer em Riade. O grupo vestiu equipamento inspirado no de há trinta anos e Carlos Queiroz fez um discurso motivacional que resultou no grito de reunião que os a equipa costumava fazer antes dos jogos.

João Vieira Pinto, diretor da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), Hélio Sousa, selecionador dos sub-20, Filipe Ramos, selecionador dos sub-19, e Fernando Brassard, treinador nacional da FPF, guiaram os antigos colegas de equipa numa cerimónia onde esteve presente o selecionador nacional, Fernando Santos. O presidente da FPF, Fernando Gomes, deixou uma mensagem aos ex-jogadores por vídeo.

A seleção de 1989 foi responsável pela primeira vitória de Portugal no campeonato do mundo de sub-20. Dois anos depois, no Estádio da Luz, a seleção recebeu e venceu a seleção brasileira nos penáltis, tornando-se bi-campeã. João Vieira Pinto e Brassard foram os dois jogadores que comemoraram em Riade e em Lisboa.