Não é a primeira vez, nem será a última, que um condutor de um automóvel, especialmente os equipados com caixa automática e cruise control, se queixa que o seu carro, que sempre lhe foi fiel, um belo dia decidiu ‘enlouquecer’ e começar a andar sozinho. Normalmente, situações deste tipo acabam mal. Esta acabou dentro de água.

Na China, num parque nos arredores de Xangai, o condutor de um Model S aproximava-se de um Supercharger para recarregar a bateria quando, de repente, o seu Tesla ganhou vontade própria e decidiu começar a andar sozinho, com a passeata a terminar dentro de água.

O condutor, Xiao Chen, na altura acompanhado pela sua mulher, afirmou à imprensa local que “apesar de estar a fazer pressão sobre o pedal do travão, o carro continuou a andar para a frente e rapidamente, até que acabou dentro do rio”. Como a água não tinha profundidade suficiente, o veículo ficou com o tejadilho à superfície, o que permitiu que o casal procurasse aí apoio até ser socorrido e levado para terra. Ambos completamente ensopados.

As autoridades locais e a própria Tesla estão a investigar o acidente, mas as possíveis explicações não são muitas, sendo a mais provável que o condutor tenha confundido o pedal do travão com o acelerador. As outras hipóteses, desde um hacker que tenha assumido o controlo do veículo, ou uma avaria no acelerador que tenha ficado preso em baixo, esbarram numa dificuldade extra: mesmo o mais potente dos Ferrari não vai a lado nenhum se o condutor pressionar a fundo o travão, ainda que o acelerador tenha ficado preso no máximo.

Certamente debaixo do olho dos investigadores chineses vai igualmente estar a hipótese de o modelo estar ainda com o cruise control activo, mas não ligado, e o condutor o tenha inadvertidamente accionado. O motivo será conhecido em breve, seja ele responsabilidade do condutor ou do fabricante americano.