Drones

Drones já transportam e entregam amostras de sangue nos Estados Unidos

A UPS e a rede hospitalar WakeMed colaboram numa alternativa ao transporte convencional, mais lento. Testes começaram em agosto e a primeira entrega já aconteceu na Carolina do Norte.

Getty Images

Os drones não servem apenas para tirar fotografias, filmar ou ser usados em guerras. Ou para causar o caos em aeroportos, desviando voos e dificultando a vida a milhares de pessoas que procuram deslocar-se. Ou ainda para deixar cair telemóveis dentro de prisões. No estado da Carolina do Norte, nos Estados Unidos, os drones já estão a ser usados pela empresa de logística UPS para transportar amostras de sangue. Divulgada pela revista Wired, a solução é vista como uma alternativa às estradas entupidas que retardam a distribuição de amostras que, em último caso, podem salvar vidas.

A UPS aliou-se à empresa de drones Matternet e ao grupo de hospitais WakeMed e entregou amostras de sangue a um hospital da Carolina do Norte. O aparelho escolhido foi o modelo M2, capaz de transportar cargas superiores a dois quilos por 20 quilómetros, em cerca de três minutos, contrastando com os cerca de 30 minutos que demoraria case se optasse pela entrega convencional, com recurso a um automóvel. O aparelho voa de forma autónoma mas, caso seja necessário, existe a possibilidade de ser operado de forma remota por um piloto.

Esta iniciativa nasce depois da Administração Federal de Aviação (FAA) — organismo que regula a aviação nos Estados Unidos da América — ter começado a “relaxar” no que toca às restrições ao uso de drones e dois anos depois da primeira entrega de medicamentos urgentes com o recurso ao mesmo método. Os primeiros testes para os hospitais da WakeMed começaram em agosto do ano passado e a parceria com a transportadora UPS encaixa na vasta experiência da empresa na área do transporte de bens médicos.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Inovação

Uber: o entrepreneur vai nu?

Fernando Pinto Santos

O dinheiro dos investidores da Uber subsidia as viagens e é o que permite a oferta de preços competitivos. Isto é sustentável? É este o paradigma de empreendedorismo que desejamos?

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)