NATO

NATO aprovou medidas para reforçar posição perante a Rússia

Durante uma reunião que ocorreu esta quinta-feira em Washington, para comemorar os 70 anos da organização, a NATO aprovou medidas para reforçarem a sua posição perante a "ameaça russa".

TOM BRENNER/EPA

Autor
  • Agência Lusa
Mais sobre

A NATO decidiu aumentar a presença no mar Negro e reforçar a sua posição perante a “ameaça russa”, durante uma reunião esta quinta-feira, em Washington, para comemorar os 70 anos da organização.

Os 29 ministros dos Negócios Estrangeiros dos países membros da NATO, reunidos para celebrar os 70 anos da assinatura do tratado, aprovaram um pacote de medidas destinadas a aumentar a presença aliada no mar Negro, que tem sido um dos pontos de atrito nas relações com a Rússia.

O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, anunciou que os membros aliados tinham concordado com um conjunto de medidas “para melhorar a monitorização da situação (no mar Negro) e para aumentar a ajuda à Geórgia e à Ucrânia”.

A decisão ilustra bem o espírito de reconhecimento da Rússia como uma ameaça à estabilidade internacional, que une os 29 países e que define uma parte relevante da estratégia da organização.

“Não queremos uma nova Guerra Fria (…), mas a Rússia tornou o mundo um lugar menos seguro”, afirmou Jens Stoltenberg, numa conferência de Imprensa, no final da reunião de chefes de diplomacia.

O secretário-geral da NATO voltou a acusar a Rússia de “violar” o tratado de desarmamento nuclear de mísseis de alcance intermédio, justificando o abandono desse tratado por parte dos EUA, e chamou a atenção para o facto de a Rússia estar a apostar “na implantação de mísseis com ogivas nucleares na Europa”.

Relativamente ao pacote de medidas de reforço militar no mar Negro, Soltenberg afirmou que a Rússia tem utilizado a região para demonstrar as suas intenções expansionistas e anunciou o envio de aviões de vigilância e a presença de mais navios de guerra para garantir que as águas podem ser navegadas em segurança.

Em novembro passado, a Rússia apresou três navios ucranianos no mar de Azov, detendo 24 marinheiros que permanecem sob custódia das autoridades russas, no que foi considerado uma violação do direito internacional, pela NATO.

“Pedimos à Rússia que liberte os marinheiros ucranianos”, voltou a apelar esta quinta-feira o secretário-geral da NATO.

Sobre o tratado nuclear de mísseis de alcance intermédio, Soltenberg disse que Moscovo ainda está a tempo de voltar a aderir aos termos do acordo, mas deixou o recado de que “a NATO está pronta para um mundo sem esse tratado”.

“Não vamos imitar a Rússia e colocar mísseis nucleares na Europa, porque os aliados estão comprometidos com a não proliferação de armas”, concluiu Stoltenberg.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
NATO

Os 70 anos da NATO, vistos da Europa


João Diogo Barbosa

Não só o “exército europeu” se tornou um dos temas essenciais para o futuro, como foi possível, pela primeira vez, a aprovação de um Programa Europeu de Desenvolvimento Industrial no domínio da Defesa

NATO

A velhinha NATO /premium

Diana Soller

Mas não faz sentido ignorar que, aos 70 anos, a NATO, que nos garante silenciosamente a segurança e que sobreviveu ao seu próprio sucesso na Guerra Fria, nunca passou um período tão difícil. 

Investimento público

A tragédia de Pedro Marques

Inês Domingos

Com um quadro Centeno confessou inadvertidamente como foi um dos principais responsáveis pelo desastre de atuação de Pedro Marques, sendo que este também não foi capaz de aplicar os fundos de Bruxelas

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)