“O protetor solar ISDIN Fotoprotetor Pediatrics Transparent Spray indica um fator de proteção solar (FPS) 50+, mas os testes em laboratório revelam que deveria estar rotulado com FPS 15”, anuncia a DECO. A associação de defesa dos consumidores — que já enviou os resultados ao Infarmed “para que verifique a situação e atue em conformidade” — tinha pedido novos testes a laboratórios independentes para confirmar se eram, de facto, os mesmos lotes encontrados em Espanha, onde a Organização de Consumidores e Utentes pediu a retirada deste protetor solar para crianças.

A associação explica que “a ISDIN apresentou argumentos que justificavam a repetição do teste” e que, num segundo momento, “os testes confirmaram os resultados: o FPS indicado no rótulo não deveria ser 50+, mas 15”. A DECO afirma, por isso, que a proteção conferida não é muito alta, como refere o produto, mas média“.

Os testes foram realizados “num laboratório independente e certificado, seguindo as normas da Organização Internacional de Normalização (ISO)”, garante a associação.

Dois protetores solares para crianças da Isdin e Babaria levantam dúvidas em Portugal e Espanha

A DECO lembra que o fator de proteção solar (FPS) “indica a capacidade para filtrar os raios ultravioletas do tipo B (UVB)”, mas que “também é necessário defender a pele da radiação do tipo A (UVA)”. E que as indicações da Comissão Europeia apontam para que o índice desta proteção seja um terço do FPS indicado, “o que também não é cumprido pelo ISDIN Fotoprotetor Pediatrics Transparent Spray 50+”, considera.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O fator de proteção solar deve ter um mínimo de 30, de acordo com a Direção-Geral da Saúde, mas, para as crianças, que têm a pele mais sensível, a DECO aconselha uma proteção superior.

A ISDIN já contestou os resultados, quando a notícia foi divulgada esta quinta-feira. Em comunicado, a empresa garantiu que o fator de proteção solar UVB e a proteção UVA anunciados em todos os produtos “correspondem, em absoluto, aos resultados publicados em estudos realizados por entidades certificadas, especializadas e independentes”.

Em Espanha, estava ainda em causa um produto de outra empresa (Babaria Infantil Spray SPF 50+, que deveria ter um rótulo com fator 30), mas a DECO não encontrou esse protetor solar no mercado português. A Babaria também contesta os resultados obtidos em Espanha pela Organização de Consumidores e Utentes.