Rádio Observador

Bloco de Esquerda

Bloco de Esquerda acredita que Marcelo vai promulgar a lei de bases da saúde

O Bloco de Esquerda está confiante que o Presidente da República vai promulgar a nova lei de bases da Saúde. A líder dos bloquistas afirmou este sábado que "não há razão para vetar" o diploma.

A coordenadora do BE falava durante uma iniciativa em defesa de mais investimento nos transportes públicos

NUNO FOX/LUSA

A coordenadora do Bloco de Esquerda (BE) afirmou este sábado que a Lei de Bases da Saúde acordada entre PS, PCP e BE “tem a abertura suficiente que o senhor Presidente da República pedia”.

“Eu não creio que o senhor Presidente da República tenha qualquer razão para vetar o diploma. Como digo, a lei da gestão do Serviço Nacional de Saúde (SNS) acaba por ficar para a próxima legislatura”, referiu a coordenadora do BE, que falava durante uma iniciativa em defesa de mais investimento nos transportes públicos, junto à estação de Roma-Areeiro, em Lisboa.

A coordenadora do Bloco de Esquerda (BE) afirmou ainda que a solução encontrada para a Lei de Bases da Saúde no que respeita às parcerias público-privadas (PPP) “é precisamente o que o Bloco tinha proposto”.

Questionada sobre o facto de a proposta de nova Lei de Bases da Saúde prever a revogação do decreto-lei em vigor sobre PPP com efeitos apenas na próxima legislatura, Catarina Martins respondeu: “Isto é precisamente o que o Bloco tinha proposto no dia 09 de junho para desbloquear o problema”.

“Os efeitos têm um prazo porque nenhum de nós quer um vazio legal. Aliás, o Bloco tinha chamado a atenção para isso no dia 09 de junho, que era preciso uma norma transitória para que não existisse nenhum vazio legal”, reforçou.

Segundo Catarina Martins, “o PS, primeiro, disse que não, foi negociar com a direita, voltou”.

“Isto é um avanço muito, muito importante. Conseguimos revogar todas as leis da direita que ao longo do tempo têm vindo a desproteger o SNS e a colocar os recursos que são de todos nas mãos dos negócios privados da saúde”, congratulou-se.

Agora, na próxima legislatura, terá de ser aprovada “uma lei sobre gestão do SNS”, conforme “as maiorias que existirem — as pessoas é que vão escolher nas eleições”, mas “até lá, ninguém pode fazer novas PPP, acabou a ideia das novas PPP”, expôs.

“Pela parte do BE, o que toda a gente sabe é que na próxima legislatura estaremos a lutar por uma gestão pública do SNS que garanta o acesso à saúde a todas as pessoas”, salientou.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Combustível

Uma história de hipocrisia /premium

Paulo Tunhas
449

António Costa precisa, quanto mais não seja por causa da dúbia origem do seu poder, de afirmar constantemente a sua autoridade. Daí também ter encenado um espectáculo sem par.

Eleições

Sonâmbulos. Não passamos de sonâmbulos /premium

José Manuel Fernandes
2.756

Todos os anos o acampamento do Bloco é uma boa oportunidade para recordarmos que aquele partido é formado por radicais e comunistas. Mas que têm mel e levam ao engano. Tudo porque escolhemos ser cegos

Combustível

Os motoristas e o mercado

Jose Pedro Anacoreta Correira

Quando o Governo não consegue instrumentalizar politicamente os sindicatos, passa ao ataque. A luta e defesa dos trabalhadores é só para trabalhadores do Estado e filiados na CGTP.

PSD

Rui Rio precisa do eleitorado de direita /premium

João Marques de Almeida

O eleitorado de direita deve obrigar Rui Rio a comprometer-se que não ajudará o futuro governo socialista a avançar com a regionalização e a enfraquecer o Ministério Público. No mínimo, isto.

Educação

Cheques de Ensino

Diogo Fernandes Sousa

Com os cheques de ensino se um pai se enganasse afetaria apenas o seu filho. Agora, se um político se engana no Ministério da Educação, como sucede regularmente, afeta toda uma geração de estudantes

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)