Rádio Observador

Agricultura

Cooperativa do Cadaval investe seis milhões de euros em central fruteira

COOPVAL, uma das maiores organizações de produtores de pera rocha do país, assinalou os 50 anos com um investimento de seis milhões de euros na modernização do espaço e da imagem da central fruteira.

Central fruteira ocupa uma área de 24 mil metros quadrados, onde estão instaladas “mais de seis dezenas de câmaras frigoríficas com capacidade para receber 25 mil toneladas de fruta”, sobretudo pera rocha e maçã

CARLOS BARROSO/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

A COOPVAL, uma das maiores organizações de produtores de pera rocha do país, assinalou os 50 anos com um investimento de seis milhões de euros na modernização do espaço e da imagem da central fruteira localizada no Cadaval.

A nova central fruteira será inaugurada na terça-feira com “imagem renovada”, ampliada e preparada para a “automatização dos processos de embalamento”, divulgou nesta segunda-feira a COOPVAL – Cooperativa Agrícola dos Fruticultores do Cadaval.

A modernização resulta de um investimento de seis milhões de euros na central fruteira, que ocupa uma área de 24 mil metros quadrados, onde estão instaladas “mais de seis dezenas de câmaras frigoríficas com capacidade para receber 25 mil toneladas de fruta”, sobretudo pera rocha e maçã.

O investimento permitiu dotar a central de “processos robotizados que permitem, por um lado, maior precisão e automatização no embalamento e, por outro, maior rigor na seleção da fruta”, divulgou a cooperativa em comunicado.

Ainda de acordo com a COOPVAL, as novas instalações “são certificadas, respeitando as normas internacionais de segurança alimentar e assegurando um controlo rigoroso na gestão da qualidade dos produtos”.

O projeto que marca as comemorações dos 50 anos da cooperativa passa ainda pela modernização da imagem institucional e da marca COOPVAL, numa medida virada sobretudo para os mercados externos.

“Sentimos necessidade de evoluir e de ir ao encontro das tendências para chegar a novos clientes, mais exigentes e atentos aos valores das marcas”, considerou Aristides Sécio, presidente da COOPVAL, citado no comunicado enviado às redações.

Com o investimento efetuado, Aristides Sécio considera estar “a preparar os próximos 50 anos” da cooperativa, que tem “uma das maiores e mais modernas centrais de fruta do país, capaz de dar resposta aos desafios vindouros”.

Sediada no Cadaval, no limite do distrito de Lisboa, a COOPVAL – Cooperativa Agrícola dos Fruticultores do Cadaval, foi constituída em 1969, contando atualmente com cerca de 300 associados.

Especializada na produção, armazenamento, embalamento e comercialização de fruta movimenta uma produção anual a rondar 25 mil toneladas de pera rocha e maçã e um volume de negócios de cerca de 18 milhões de euros.

Destina mais de 80% da sua produção à exportação para países como o Brasil, o Canadá, o Reino Unido, a Holanda, a Alemanha, a Itália, a França, a Espanha ou a Rússia.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)