Kevin Nicks é um artista tão criativo quanto engenhoso. Em pleno período em que a mobilidade tanto preocupa a sociedade, Nicks decidiu converter algo que é tradicionalmente imóvel, como uma cabana em madeira, numa “coisa” móvel, sendo surpreendentemente ágil. Vai daí, concebeu a cabana mais rápida do mundo.

Sem que percebam os motivos, um belo dia, Nicks decidiu construir uma cabana motorizada. Construída em madeira, como se impõe para ser amiga do ambiente, a casota foi construída em torno de um VW Passat. Mas isto aconteceu em 2015, com a “criatura” a não deixar completamente satisfeito o criador, uma vez que lhe faltava raça e capacidade de aceleração. Isto porque passar fins-de-semana calmos com a família nunca fez parte dos planos do britânico.

Isto levou a uma troca, não de casota, mas sim de mecânica, com a mecânica do Passat a sair de cena, e a entrar o motor de um Audi RS4. O fornecedor é o mesmo, ou seja, o Grupo VW, mas a “música” é outra, pois a alma do RS4 é um V8 atmosférico com 460 cv, que empurra a casota até aos 163 km/h. Um excelente valor, uma vez que a eficácia aerodinâmica está longe de ser a desejável, isto apesar de uns tubos que o designer montou para atravessar a cabana da frente para trás, em cima, junto ao vértice do tecto, ainda que com uma utilidade perfeitamente discutível num veículo com uma aerodinâmica similar à de um “frigorífico”. De bom mesmo fica a suspensão pneumática, que permite elevar ou reduzir a altura ao solo, facilitando o acesso quando está em forma “casota”, para depois aumentar essa mesma distância ao asfalto quando é preciso circular em estrada.

Veja o vídeo e perceba como tudo funciona, bem como outras criações de “criativos” ingleses: