815kWh poupados com a
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Irmão de Prince encontrado morto em casa. Tinha 66 anos

Este artigo tem mais de 4 anos

O corpo de Alfred Jackon foi encontrado por volta das 10h30 de quinta-feira. A polícia descarta quaisquer suspeitas de crime e acredita que o veterano da Força Aérea morreu de causas naturais.

Alfred Jackson era filho de Mattie Baker, a mãe do cantor Prince, que morreu em 2016
i

Alfred Jackson era filho de Mattie Baker, a mãe do cantor Prince, que morreu em 2016

Adam Bettcher/Getty Images

Alfred Jackson era filho de Mattie Baker, a mãe do cantor Prince, que morreu em 2016

Adam Bettcher/Getty Images

Alfred Jackson, meio-irmão do cantor Prince e um dos herdeiros do cantor, foi encontrado morto na sua casa em Kansas City, no estado norte-americano de Missouri esta quinta-feira, de acordo com informação avançada pelo site TMZ. Tinha 66 anos.

O corpo de Alfred Jackon, meio-irmão de Prince pelo lado da mãe, foi encontrado por volta das 10h30. Foi outro irmão, Bruce Jackson — mas do lado do pai e por isso não é familiar de Prince —, que o encontrou àquela hora depois de o ter ido visitar a casa. Segundo o site TMZ, Alfred Jackson tinha comprado a casa, depois de ter recebido a herança do irmão. Antes disso, viveu durante décadas numa casa no estado de Virginia.

Fontes das autoridades policiais descartam quaisquer suspeitas de crime, segundo escreve a TMZ, e acreditam que Alfred Jackson, um veterano da Força Aérea que esteve em serviço no Vietname, morreu de causas naturais — embora não tenham ainda revelado a causa da morte.

Outra irmã de Alfred e de Prince, Tyka Nelson, também confirmou a notícia numa publicação no Facebook. “Olá…esta manhã o meu irmão mais velho, Alfred, morreu…Obrigada por respeitaram a nossa privacidade e por serem tão bons para ele”, lê-se na legenda que acompanha uma fotografia de Tyka Nelson com o irmão.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Alfred Jackson era filho de Mattie Baker, a mãe de Prince, e de John L.Nelson — o homem com que Mattir Baker casou depois de de divorciar do pai de Prince. Alfred Jackson foi o primeiro a falar depois da morte do cantor, em 2016. À data, disse que não falava com o irmão há anos, mas que acompanhava a sua carreira e sentia-se muito orgulhosos dele. “Tenho saudades do meu irmão porque ele era tudo no mundo, para mim…Ele é uma lenda. É mesmo”, disse à data.

 
Assine o Observador a partir de 0,18€/ dia

Não é só para chegar ao fim deste artigo:

  • Leitura sem limites, em qualquer dispositivo
  • Menos publicidade
  • Desconto na Academia Observador
  • Desconto na revista best-of
  • Newsletter exclusiva
  • Conversas com jornalistas exclusivas
  • Oferta de artigos
  • Participação nos comentários

Apoie agora o jornalismo independente

Ver planos

Oferta limitada

Apoio ao cliente | Já é assinante? Faça logout e inicie sessão na conta com a qual tem uma assinatura

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Para ler este artigo grátis, registe-se gratuitamente no Observador com o mesmo email com o qual recebeu esta oferta.

Caso já tenha uma conta, faça login aqui.

Vivemos tempos interessantes e importantes

Se 1% dos nossos leitores assinasse o Observador, conseguiríamos aumentar ainda mais o nosso investimento no escrutínio dos poderes públicos e na capacidade de explicarmos todas as crises – as nacionais e as internacionais. Hoje como nunca é essencial apoiar o jornalismo independente para estar bem informado. Torne-se assinante a partir de 0,18€/ dia.

Ver planos