Rádio Observador

Primeira Liga NOS

Sporting estreia Leonel Pontes no Bessa no regresso da I Liga

Estreia do treinador Leonel Pontes pelo Sporting marca regresso da I Liga de futebol, após paragem para as seleções, numa 5.ª jornada com novidades também nos bancos de Belenenses e Paços de Ferreira.

No Sporting, a saída de Keizer aconteceu depois de uma inesperada derrota em casa com o Rio Ave (3-2)

HOMEM DE GOUVEIA/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

A estreia do treinador Leonel Pontes pelo Sporting marca o regresso da I Liga de futebol, após a paragem para as seleções, numa quinta jornada com novidades também nos bancos de Belenenses e Paços de Ferreira.

Nos ‘leões’, a saída na semana passada do treinador holandês Marcel Keizer promoveu a subida, oficialmente, a título interino, de Leonel Pontes, em funções que não são estranhas ao ex-treinador dos sub-23.

No domingo, em casa do Boavista, Leonel Pontes voltará a treinar a equipa principal do Sporting, depois de já o ter feito também em outubro de 2009, então ao substituir o despedido Paulo Bento, frente ao Rio Ave, num jogo que o Sporting empatou 2-2 em Vila do Conde.

Esta quinta jornada, que assinala o regresso do campeonato após a paragem para os compromissos das seleções, tem igualmente mudanças no Paços de Ferreira, com Pepa a substituir o despedido Filó, e no Belenenses, com Pedro Ribeiro no lugar de Silas.

No Sporting, a saída de Keizer aconteceu depois de uma inesperada derrota em casa com o Rio Ave (3-2), enquanto Belenenses e Paços de Ferreira, que ocupam os últimos lugares, fazem parte de um lote de equipas que ainda não venceram.

Os ‘azuis’, que visitam no domingo o Marítimo (11.º), e os pacenses, que se deslocam no sábado a casa do líder Famalicão, estão no ‘mesmo pé’ de Vitória de Guimarães (14.º) e Vitória de Setúbal (16.º), igualmente ainda sem vitórias.

Em contraponto, tanto Leonel Pontes, no Sporting (sexto), como Pepa, no Paços de Ferreira (18.º), vão encontrar fora as duas únicas equipas que ainda não perderam no campeonato: Boavista (quarto) e Famalicão, respetivamente.

Com o ‘promovido’ Famalicão no ‘trono’ da Liga, o campeão Benfica e o FC Porto estão a um ponto e espreitam a liderança: as ‘águias’ recebem no domingo o também recém-promovido Gil Vicente e os ‘dragões’ visitam no sábado o Portimonense.

Os dois emblemas candidatos ao título perderam um único jogo. O FC Porto foi surpreendido na primeira jornada, precisamente, no estádio dos gilistas, e o Benfica foi derrotado pelos ‘dragões’ no Estádio da Luz, por 2-0.

Esta jornada antecede a estreia do Benfica na fase de grupos da Liga dos Campeões, na terça-feira, no Estádio da Luz, com os alemães do Leipzig, enquanto FC Porto, Sporting, Sporting de Braga e Vitória de Guimarães jogam depois, mas na Liga Europa.

Ainda no campeonato, o Sporting de Braga (13.º) entrará já em cena na sexta-feira, ao defrontar fora o Vitória de Setúbal.

Os bracarenses, que mudaram de treinador para esta época, com a entrada de Sá Pinto, seguem à quarta jornada com um registo em que têm apenas uma vitória, mas numa fase em que já defrontaram – e perderam – com os candidatos Sporting e Benfica.

Programa da quinta jornada:

  • Sexta-feira, 13 set:

Vitória de Setúbal — Sporting de Braga, 20h30.

  • Sábado, 14 set:

Famalicão — Paços de Ferreira, 16h30.

Benfica — Gil Vicente, 19h.

Vitória de Guimarães — Desportivo das Aves, 21h30.

  • Domingo, 15 set:

Santa Clara — Moreirense, 15h.

Rio Ave — Tondela, 16h.

Marítimo — Belenenses SAD, 16h.

Portimonense — FC Porto, 18h.

Boavista — Sporting, 20h.

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)