Um homem morreu esta sexta-feira na sede do BPI de Lisboa, na Avenida Casal Ribeiro, devido à queda de um elevador. Ao que o Observador apurou, trata-se de um funcionário de manutenção que estava dentro do elevador quando este caiu vários andares.

O alerta foi dado às 12h31 horas desta sexta-feira, diz o INEM. A vítima é um homem de 40 anos, um colaborador de uma empresa subcontratada da Schindler — a responsável pela manutenção do elevador. Ao que o Observador apurou, o elevador caiu  mais de duas dezenas de andares — desde o 17º andar até ao -4 —, com o homem dentro da cabine. O elevador estava fora de serviço e estava a ser substituído.

Num comunicado enviado às redações, a Schindler informa que “ainda não é possível apurar as causas do acidente”, adiantando que a empresa se encontra “a colaborar estreitamente com as autoridades, no sentido de as esclarecer rigorosamente”.

As nossas primeiras palavras vão para a família da vítima, à qual será prestado todo o apoio necessário, bem como ao colega da vítima que com ela se encontrava no local, que está a receber apoio psicológico, lê-se ainda no comunicado.

No local estão psicólogos a trabalhar com outras pessoas que assistiram ao acidente — há, pelo menos, uma testemunha que estava muito próxima. Foram mobilizados 15 operacionais e quatro viaturas dos bombeiros do INEM e da PSP.