Oito soldados morreram esta sexta-feira durante um tiroteio numa base militar na Sibéria, perto da cidade de Chita. Um suspeito, um ouro militar, foi detido.

De acordo com o ministro da Defesa russo, citado pela CNN, o incidente terá começado pelas 18h20 (10h20 em Lisboa), durante o render da guarda, quando um soldado começou a disparar sobre os colegas sem razão aparente. O autor do tiroteio foi identificado como sendo Ramil Shamsutdinov, membro da unidade 54160.

Oito militares tiveram morte e outros dois ficaram feridos. Estes foram transportados para o hospital e encontram-se fora de perigo, revelou o ministro.

O caso está a ser investigado pelas autoridades russas.