Nasceu, como o nome indica, como uma exposição de electrónica, mas o Consumer Electronics Show (CES) foi tomado de assalto nos últimos anos pelos fabricantes de veículos. E basta olhar para a crescente inclusão de soluções electrónicas a bordo dos veículos modernos, seja para facilitar a vida ao condutor ou para lhe incrementar o conforto e o entretenimento, para perceber como os automóveis passaram a fazer parte integrante da realidade do CES.

Como “parar é morrer”, os construtores estão sempre à procura do último grito tecnológico para surpreender e atrair os seus clientes, pelo que este ano, e mais uma vez, as novidades não faltaram. De carros que se podem comandar com um simples olhar a palas para o sol transparentes, mas que ainda assim cumprem o seu serviço, passando por automóveis voadores para servir num futuro próximo operadores como a Uber, houve de tudo.

O CES teve mesmo direito a rivalizar com os tradicionais salões dedicados ao automóvel, cada vez mais em desuso, ao servir de palco para alguns lançamentos de novos veículos e de novas marcas. Uma de que poucos terão ouvido falar, mas outra famosa e muito respeitada, mas não no “reino” das quatro rodas. Preparámos uma fotogaleria para si, para que possa passar isto tudo, e muito mais, em revista.