Os novos políticos são aqueles em que os portugueses menos confiam, tendo particular desconfiança em relação a Joacine Katar Moreira e a André Ventura. Este é apenas um dos resultados da sondagem da Intercampus, realizada no mês de fevereiro, para o Negócios e para o Correio da Manhã.

Quase 67% dos portugueses afirmaram que não comprariam um carro usado à deputada eleita pelo Livre — e que entretanto deixou de representar o partido. O mesmo disseram cerca de 58% dos inquiridos em relação ao deputado do Chega, André Ventura.

Seguem-se o deputado único do Iniciativa Liberal — quase 53% referiram não ter confiança em João Cotrim Figueiredo para lhe comprar um carro usado — e Francisco Rodrigues dos Santos, com metade dos portugueses a não mostrarem confiança em relação ao recém-eleito líder do CDS.

De acordo com o Negócios, 49,8% também não comprariam um carro usado ao primeiro-ministro, António Costa, e 46,3% afirmaram o mesmo quanto a André Silva, do PAN. Já 43,5% dos portugueses mostraram desconfiança em relação ao presidente do PSD, Rui Rio.

Os líderes do Bloco de Esquerda e do PCP são os que apresentam melhores números: 43,4% dos portugueses não comprariam um carro usado a Catarina Martins e 41,2% não comprariam a Jerónimo de Sousa.