Dois Cursos Técnicos Superiores Profissionais (CTeSP) arrancam no próximo ano letivo na Escola Técnico-Profissional de Cantanhede, sob orientação do Instituto Politécnico de Coimbra (IPC), uma parceria que conta com o apoio da Câmara Municipal de Cantanhede.

Um protocolo assinado na sexta-feira entre as duas instituições de ensino irá permitir iniciar, já no ano letivo 2020/2021, dois CTeSP: “Gestão da Qualidade, Ambiente e Segurança” e “Redes e Sistemas Informáticos”, com a “estreita colaboração” da Escola Superior de Tecnologia e Gestão (ESTGOH), que integra o Politécnico de Coimbra.

“Esta iniciativa insere-se na estratégia de descentralização do Politécnico, de disponibilizar oferta formativa fora de Coimbra e de Oliveira do Hospital, e que tem vindo a ser implementada com a disponibilização de cursos CTeSP já durante o atual ano letivo nos municípios da Mealhada e Montemor-o-Velho”, justifica o presidente do IPC, Jorge Conde.

A parceria, acrescenta o líder do IPC, “vem consolidar o percurso feito”, dando “mais oportunidades aos estudantes do concelho de Cantanhede que queiram prosseguir os seus estudos no Ensino Superior”.

Durante a assinatura do protocolo, a presidente do município de Cantanhede, Helena Teodósio, incentivou as duas entidades a alargarem a oferta que agora passa a existir no concelho.

Segundo nota divulgada pelo IPC, é desejo das duas instituições de ensino “estabelecer uma parceria que se pretende que venha a integrar uma rede regional de articulação com o IPC e demais escolas que ministram cursos de ensino profissional de nível secundário ou equivalente”.

O objetivo será de permitir que os estudantes que concluam estes cursos de formação profissional de nível secundário ou equivalente nessas mesmas escolas tenham prioridade na ocupação de até 50% das vagas que sejam fixadas nos cursos técnicos superiores profissionais ministrados nas Unidades Orgânicas do IPC e para os quais reúnam as condições de ingresso, esclarece o Politécnico de Coimbra.