The Ballad of Songbirds and Snakes, a prequela de Os Jogos da Fome, foi publicada em inglês na semana passada. O romance passa-se 64 anos antes do início do primeiro livro da saga de Suzanne Collins e responde a algumas das questões deixadas em aberto nos volumes anteriores, como qual a origem dos Jogos da Fome ou porque é que Coriolanus Snow é obcecado por rosas.

A prequela, disponível em inglês desde 19 de maio, é centrada na figura de Snow, o tirânico presidente de Panem dos três livros originais. Relata como a sua família, pertencente às elites de Capitol, caiu em desgraça na sequência da guerra e como é que o presidente se envolveu nos Jogos da Fome. Num excerto divulgado em janeiro, Snow, então com 18 anos, descobre, no arranque dos décimos Jogos, que será mentor de uma rapariga do 12.º Distrito, o mais pobre de todos e de onde é originária a heroína da saga original, Katniss Everdeen.

De acordo com a Hollywood Reporter, é nesta parte que Suzanne Collins responde a uma das grandes questões da saga — qual a origem dos Jogos da Fome e quem é que os criou. Em O The Ballad of Songbirds and Snakes, é explicado que, apesar de o evento ser acreditado a Casca Highbottom, a responsável pela sua  criação é a Dr. Volumnia Gaul, que lidera a divisão de armas experimentais de Capitol. Os Jogos foram estabelecidos para manter frescas as memórias da guerra entre os habitantes da capital.

Já a obsessão de Corionalus Snow por rosas tem a ver com a sua mãe, que morreu durante o parto da sua irmã. O cheiro destas flores, que a sua avó cultivava, fá-lo lembrar-se dela.

Ao longo das 517 páginas do livro, a autora norte-americana vai relevando muitos outros pedaços de informação — como, por exemplo, porque é que Snow odeia tanto Katniss —, que ajudam a reconstruir não só a vida do presidente de Panem antes do início de Os Jogos da Fome, mas também a história desta competição violenta.