A Waymo possui aquele que parece ser o veículo autónomo mais sofisticado e avançado do momento, tendo optado pela tecnologia de LiDAR em vez de depender exclusivamente das câmaras de vídeo, a decisão da Tesla. Há cerca de quatro anos que procede a testes autorizados pelas autoridades na via pública, a maioria das vezes recorrendo a veículos da Fiat Chrysler Automobiles (FCA), nomeadamente o monovolume Chrysler Pacifica Hybrid.

As duas empresas vão agora aprofundar a sua parceria, alargando-a aos veículos comerciais ligeiros, tendo para essa finalidade assinado um acordo exclusivo com vista a criar modelos capazes de uma condução autónoma de Nível 4. Na essência, trata-se de adaptar a tecnologia utilizada no Pacifica, denominada internamente Waymo Driver, num comercial ligeiro, a que depois são adicionados os pormenores relacionados com a condução autónoma que são fundamentais num veículo de carga destinado a realizar entregas em meio urbano.

De recordar que as Chrysler Pacifica da Waymo são os únicos veículos com autorização para circular dentro de zonas específicas de algumas cidades com passageiros a bordo, de forma a ajudar a desenvolver a tecnologia com necessidades reais de deslocação. O veículo tem assim de acolher as solicitações dos “clientes”, escolher o local ideal para encostar, deixar o passageiro abandonar o veículo e depois seguir viagem, sempre respeitando o trânsito e com atenção a eventuais surpresas que possam ser causadas pelos restantes veículos.

“O facto de começarmos agora a debruçarmo-nos sobre as necessidades dos nossos clientes dos veículos comerciais vai ajudar a desenvolver a tecnologia dos veículos sem condutor e a nossa relação com a Waymo, sendo a Ram ProMaster o primeiro veículo em que vamos testar a solução”, refere o CEO da FCA, Mike Manley.