“Quando começo uma pré-época, gosto de tentar conhecer melhor os jogadores e ter ideias mais fixas. Uma coisa é conheceres o plantel de fora, outra é conheceres trabalhando com eles. Há jogadores que ainda não chegaram e também há jogadores que já cá estão e que não vão terminar. Não tenho receio de assumir quando tiver de falar com os jogadores quando tiver de lhes dizer que terão de procurar outro projeto, mas primeiro quero trabalhar com eles. É claro que já existem alguns nomes. Há um historial, relativo a alguns jogadores que são do Benfica, há alguns jogadores que temos de respeitar, mas temos de avaliar”.

O tónico foi dado por Jorge Jesus na noite de sábado, na primeira entrevista que deu como novo treinador do Benfica, à BTV. Na mesma conversa, o técnico garantiu que queria um plantel de 25 jogadores de campo mais três guarda-redes mas esta segunda-feira, no primeiro dia do Benfica 2020/2021, tinha 30 elementos à disposição, incluindo os reforços Gilberto, Helton Leite e Pedrinho. Everton Cebolinha, que este domingo já ficou de fora dos convocados do Grémio para a primeira jornada do Brasileirão, ainda não esteve presente mas deve viajar para Lisboa nos próximos dias para integrar os trabalhos de pré-época dos encarnados.

Sem Gonçalo Ramos, que está ao serviço dos juniores que já preparam a Youth League da próxima temporada, Jorge Jesus começou esta segunda-feira a avaliar o plantel e a ponderar os cortes que já anunciou que vai fazer no grupo — numa altura em que, para além de Cebolinha, ainda estão em cima da mesa as contratações de Cavani e da dupla Koch e Waldschmidt do Friburgo e do regresso de Garay.

A época começou já no fim de semana, com os habituais testes médicos e físicos, e Jorge Jesus foi o primeiro a chegar esta segunda-feira ao Seixal, por volta das 7h30, com o treino a arrancar às 10h. Ausentes mantiveram-se ainda os jogadores que estiveram emprestados na temporada passada, já que só vão juntar-se novamente ao grupo nos próximos dias para serem avaliados. Neste conjunto incluem-se Fejsa, Alfa Semedo, Krovinovic, Ferreyra, Cádiz e Nuno Santos, sendo que Diogo Gonçalves, que esteve ao serviço do Famalicão na época passada, já esteve às ordens do novo treinador, depois de ter renovado contrato até 2025 nas últimas horas. A possibilidade de o jovem avançado integrar o plantel encarnado no próximo ano torna-se cada vez mais forte, principalmente depois de Jesus ter dito na entrevista à BTV que quer “conhecer melhor” o jogador.

“Cavani? Presidente está a fazer de tudo para que aconteça”. A primeira entrevista de Jesus, logo depois das apresentações de dois reforços

A surpresa do primeiro treino da segunda era de Jorge Jesus no Benfica acabou por ser Morato, central brasileiro de 19 anos que chegou à Luz há um ano, vindo do São Paulo, para integrar a equipa B. Morato fez apenas um jogo pela equipa principal do Benfica, em dezembro do ano passado, quando mereceu a aposta de Bruno Lage e foi titular no eixo da defesa contra o V. Setúbal, em encontro a contar para a Taça da Liga.