Um mês depois da entrada em vigor da lei que proíbe atirar pontas de cigarros ao chão, já foram passadas 44 multas pelas várias autoridades, avança o Jornal de Notícias. A maioria delas foram contra pessoas que efetivamente atiraram as beatas desrespeitando a lei, mas algumas foram passadas contra empresas.

Foi a PSP quem multou mais cidadãos, tendo registado 14 ocorrências. Já a GNR detetou nove pessoas a deitarem beatas para o chão: três no distrito de Leiria, duas em Braga e uma em cada um dos distritos de Aveiro, Coimbra, Vila Real e Viseu. Agora, os visados arriscam multas que podem ir de 25 a 250 euros.

Em Viseu, a GNR detetou também um comerciante e uma paragem de transportes sem beateiras, tendo instaurado dois autos.

No que diz respeito a empresas, foi a ASAE quem passou mais multas. Das 150 empresas fiscalizadas, foram instauradas 18 multas: nove delas estão relacionadas com falta de cinzeiros nas paragens de transportes públicos e as outras nove à inexistência de beateiras no comércio local. Segundo o JN, a ASAE instaurou também “um processo de contraordenação a um cidadão” — o que completa assim o total de 44 multas no primeiro mês da lei: mais de uma por dia.